Cultura

Foto: Divulgação

Se a proposta é diversificar, a Feira Literária Internacional do Tocantins (Flit) já mostra logo no primeiro dia a que veio: muita literatura, palestras, show musical e, também, como tempero especial, uma animada maratona de quadrilhas juninas durante sete dos dez dias de evento, sempre a partir das 20 horas, na Estação Folguedos.

Impressionada com a variedade de atividades oferecidas pela Feira, a moradora de Brasília e micro-empresária Eliene Batista Veloso disse que jamais viu um evento igual. “Confesso que estou surpreendida; positivamente, é claro, já que, normalmente, os eventos literários se preocupam apenas em prestigiar o universo literário, os livros. Já aqui, pelo que notei, a diversidade de opções culturais e de entretenimento é enorme, misturando tudo, das quadrilhas juninas aos conteúdos mais acadêmicos; nem em Brasília eu vi algo do tipo”, ressaltou Eliene, que tinha ao colo o filho Fábio Júnior, de apenas 10 meses, com quem disse que deseja se divertir no circo e no parque de diversão da Flit.

Com 23 anos de idade e oito deles vividos intensamente como quadrilheiro junino, Osvaldo Netto, morador de Palmas, encara com bons olhos a transformação do evento literário do Estado. “Eu danço quadrilha há oito anos e há um eu sou o coreógrafo do grupo também. Assim que eu soube deste novo formato fiquei muito feliz, pois era disto que precisávamos para popularizarmos ainda mais o nosso trabalho e, também, para quebrarmos alguns preconceitos, já que muita gente acha que quadrilheiro é desocupado, se esquecendo que esta é a nossa maneira de expressarmos parte da cultura de nossa região. Nós fazemos isto com muito amor, muito afeto e somos muito gratos ao Governo do Estado pelo incentivo que está nos dando”, destacou Netto, que é estudante universitário de História.

Valorização do movimento quadrilheiro tocantinense

Para o presidente da Federação de Quadrilhas Juninas do Tocantins (Fequajuto), Cláudio Maranhão, o convite feito pelo governador Siqueira Campos e pelo secretário estadual da Educação, Danilo de Melo Sousa, para que os grupos participassem da Flit, representa uma grande vitória para os quadrilheiros tocantinenses. “Este é simplesmente o maior evento cultural das regiões Norte e Nordeste do Brasil e poder fazer parte dele é uma grande honra para todos nós, que entendemos este convite como um reconhecimento por parte do governo do nosso trabalho, da importância que temos para a cultura local. E temos realizado este trabalho com muita qualidade, tanto que nos próximos meses vamos disputar o 7º concurso nacional de quadrilhas e faremos de tudo para trazer um bom resultado de lá”, revelou Maranhão.

Grupos participantes na abertura

No primeiro dia de Flit, a Estação Folguedos recebeu as quadrilhas Arrasta Pé do Liberdade; Luar o Santo Antônio; Já Vim Já Vou; e Fogo na Cumbuca.

Durante esta terça-feira, 26, a partir das 20 horas, se apresentação as quadrilhas Arranca Toco; Explosão Amor Caipira; Caipiras do Cangaço; e Luar da Serra.

Fonte: Secom