Cultura

Foto: Divulgação

Uma experiência desenvolvida no Tocantins cujas inovações foram adotadas pelo Ministério da Educação é o que contam as professoras Leila Ramos e Maria Edilene, da Secretaria da Educação do Estado, que lançaram o livro “O computador portátil na Escola – mudanças e desafios nos processos de ensino e aprendizagem”, na tarde da quinta-feira, 28, no Café Literário.

O livro é uma coletânea de experiências vivenciadas pelos professores que fizeram parte da implantação do projeto Uca – Um computador por aluno, implantado pelo Ministério da Educação, em alguns estados brasileiros.

O livro foi organizado pelas professoras Maria Elizabeth Bianconcini de Almeida e Maria Elisabette Prado, pesquisadoras do Programa de pós-graduação em Educação em Matemática da Uniban - São Paulo. Estavam presentes no lançamento do livro, a professora Marilene Andrade, da Universidade Federal de Ouro Preto, Minas Gerais, que também integra o projeto, o reitor da UFT – Universidade Federal do Tocantins, Alan Barbieiro, a diretora de Ensino de Palmas, Maria Marlene, professores, escritores e estudantes.

Leila Ramos lembrou da implantação do projeto em setembro de 2007, agora a iniciativa está sendo implantada em 300 escolas, sendo 10 do Tocantins. No Estado, o livro conta as experiências realizadas na Escola Estadual Dom Alano, de Palmas. Leila explicou que lá no primeiro ano, a evasão escolar foi zero e que os professores inicialmente estavam com receio de não dar certo, mas o resultado foi compensador que a equipe já torce para que o projeto se transforme em programa.

(Ascom Seduc)