Estado

Foto: Divulgação Jose Renato Ponte explica a executivos da Alcoa funcionamento da UG2 Jose Renato Ponte explica a executivos da Alcoa funcionamento da UG2

A Usina Hidrelétrica Estreito (UHE Estreito) já está gerando 258,81 MW médios de energia assegurada acumulada, o suficiente para abastecer uma cidade de um milhão de habitantes. Toda essa potência foi alcançada a partir da entrada em operação comercial da segunda turbina do empreendimento do Consórcio Estreito Energia (CESTE). A energia está integrada ao Sistema Interligado Nacional (SIN), coordenado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Para o diretor presidente do Ceste, José Renato Ponte, a entrada em operação comercial da segunda turbina da Usina de Estreito é mais um marco do empreendimento a ser comemorado. “Toda a energia gerada pela Usina de Estreito é significativo para o país. Vivemos hoje etapas importantes neste grande projeto e sinto-me feliz pelos resultados positivos alcançados”, destaca Ponte.

O diretor de Engenharia do Ceste, Carlos Castanho relata que a Unidade Geradora 2 (UG2) da UHE Estreito entrou em operação comercial somente após receber a autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), o que só ocorreu após as realização de todos os testes necessários. “Logo depois de termos concluído a sua montagem, iniciamos o processo de comissionamento, quando foram realizados os testes mecânicos e elétricos”, diz.

Carlos Castanho explica que a integração da energia produzida na Usina de Estreito ocorre por meio da subestação existente no site (canteiro) da Usina (SE Estreito), de onde a energia é transportada por uma linha de transmissão até uma outra subestação em Imperatriz (SE Imperatriz), e desta ao SIN – Sistema Integrado Nacional.

O gerente geral de Obras, Adalberto Rodrigues, comenta que as obras civis da Usina de Estreito estão avançadas, com previsão de conclusão da concretagem (concreto massa) até novembro de 2011 quando então haverá somente trabalhos de acabamento e reparos. Segundo ele, a terceira Unidade Geradora deve entrar em funcionamento no próximo mês de setembro.

História

A primeira e segunda das oito turbinas da Usina Hidrelétrica Estreito (UHE Estreito) entraram em operação comercial em abril passado e julho, respectivamente, após a sua autorização pela Aneel.

A Usina Hidrelétrica Estreito está localizada entre os Estados do Maranhão e Tocantins e é considerada uma das principais obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal.

Informações gerais - Usina Hidrelétrica Estreito

• Capacidade instalada: 1.087 MW

• Localização: no Rio Tocantins, na divisa dos Estados do Maranhão e do Tocantins

• Mão de obra diretamente empregada no pico das obras: 10 mil diretos e 25 mil indiretos

• Área do reservatório: 555 km2, incluindo a calha natural do Rio Tocantins

• Municípios da área de abrangência: Estreito e Carolina (Maranhão) Aguiarnópolis, Palmeiras do Tocantins, Babaçulândia, Barra do Ouro, Filadélfia, Darcinópolis, Goiatins, Itapiratins, Palmeirante e Tupiratins (Tocantins)

• Unidades Geradoras: Oito turbinas tipo Kaplan

• Acionistas: Companhia Energética Estreito; VALE S.A.; Estreito Energia S.A. e Intercement Brasil S.A. (Assessoria de Imprensa UHE Estreito)