Estado

Foto: Dornil Sobrinho

A Prefeitura de Porto Nacional esteve presente na discussão da 3ª edição do Minifórum do Lago, realizada na manhã desta quarta-feira, dia 3, no auditório da Câmara Municipal de Ipueiras, a 120 km de Palmas. A abertura teve apresentações culturais, da Escola Municipal Elias de Sousa Ferreira e da Escola Estadual Félix Camôa II. Em seguida foi exibido um vídeo sobre a cidade de Ipueiras, produzido pela TV Anhanguera.

O encontro contou com a participação significativa da população. Estiveram presentes ainda autoridades locais, de regiões circunvizinhas e estaduais como Divaldo Rezende, secretário Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; o vice-prefeito de Ipueiras, Aldecy Aires da Silva (PSDB); o secretário de Meio ambiente de Ipueiras, Aristeu Lourenço; a prefeita de Lajeado, Márcia Reis (DEM); o prefeito de Brejinho de Nazaré, Luís Antonio Alves Saquetim (PMDB); o secretário de Meio Ambiente de Porto Nacional, Edgar Mascarenhas; o chefe de gabinete da Prefeitura de Porto Nacional, Robelvar Almeida; a secretária de Meio Ambiente de Tocantínia, Raimunda Pereira; a diretora da Organização Jaime Câmara - Unidade Tocantins, Fátima Roriz; a diretora de Recursos Hídricos da Naturatins, Maria Goretti; a diretora de Meio Ambiente e Mobilização da ATS, Maria Abadia Barros; e David Gusmão Lima, representando a Saneatins, dentre outras autoridades.

Em seu pronunciamento a diretora da OJC –TO, Fátima Roriz, explicou ao presentes que “o Miniforúm é uma conversa com a comunidade impactada para conscientizá-la de seu papel e suas responsabilidades sociais relacionadas ao meio ambiente”.

O Minifórum do Lago debate as ameaças de degradação ambiental do Lago da UHE Lajeado e todo seu entorno, sugerindo propostas através de palestras, debates e apresentações culturais, que auxiliam na criação da consciência ambiental. O evento, que acontece anualmente desde 2003, este ano está sendo realizado em várias cidades impactadas pelo lago como forma de alcançar e conscientizar, de forma descentralizada, um número maior de pessoas como maneira de incentivar o desenvolvimento econômico sustentável, que não impede a população de ser beneficiada de diversas formas e ainda promove a preservação das bacias hidrográficas e das matas ciliares, fundamentais na manutenção do nosso ecossistema.

Uma palestra foi proferida pela Engenheira Ambiental da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Ana Angélica Pereira, com o tema ‘A Evolução do sistema de gestão de recursos hídricos do Tocantins’. Houve então, espaço para manifestação da comunidade questionar e levantar assuntos relacionados à utilização do lago, encerrando as programações da parte da manhã.

No período da tarde, a partir das 14h, aconteceu a apresentação da peça ‘ Vivendo e aprendendo’ da Companhia de teatro da Saneatins, e palestras cujos temas foram ‘ Segurança da Navegação’, pela Capitania Fluvial do Araguaia Tocantins e ‘O processo de criação do comitê de bacias hidrográficas do entorno do lago’, por Cláudia Rezende, engenheira ambiental do Naturatins. A comunidade recebeu novamente espaço para se manifestar, encerrando a programação.

Conforme o secretário de Meio Ambiente do Município, Edgar Mascarenhas, dia 31 de agosto será a edição do Miniforúm do lago em Porto Nacional, 60 km de Palmas, “onde nossa comunidade terá também, a oportunidade de levantar questões relacionadas à conservação e ao uso responsável do lago”, afirmou. (Ascom Prefeitura de Porto Nacional)