Saúde

Foto: João Di Pietro

Dois servidores do Hospital e Maternidade Dona Regina que pediram para não serem identificadosrelataram ao Conexão Tocantins no início da tarde desta sexta-feira, 5, que os leitos de Unidade de Terapia Intensiva – UTI estão sem ar condicionado. "Além da pessoa estar no limite da vida ainda tem que sofrer mais por falta de ar-condicionado", salientou uma das fontes.

A solução teria sido abrir as janelas por causa do calor o que não é uma ação recomendada para pacientes que se encontram na UTI. Além do desconforto aos pacientes há uma lei oriunda de um Projeto de Lei do deputado estadual tocantinense, Raimundo Palito (PP), prevê a obrigatoriedade de instalação de ar condicionado nos leitos de UTI no Estado.

Em alguns hospitais de Rondônia por exemplo, existem leitos de UTI que foram desativados pela falta de ar condicionado.

Assessoria

O Conexão Tocantins aguarda resposta da assessoria de comunicação do hospital com relação á previsão de retorno no funcionamento dos aparelhos de ar condicionado.