Polí­tica

Foto: Divulgação Grupo vai conversar com o presidente regional para construir a unidade, diz Milton Neris   Grupo vai conversar com o presidente regional para construir a unidade, diz Milton Neris

A sucessão para o pleito de 2012 pode unir novamente o prefeito da capital, Raul Filho e a primeira-dama Solange Duailibe ao quadro do Partido dos Trabalhadores, mesmo depois de tanto desgaste com o processo de expulsão contra o casal. A suspensão de Raul e Solange termina dia 16 de agosto já que foram quatro meses começando em abril, como decidiu a instância nacional da legenda.

A partir da próxima semana o casal vai discutir junto com o presidente da legenda, Donizeti Nogueira e ainda os vereadores do partido o nome do pré-candidato da legenda para se juntar aos demais partidos aliados do grupo.

“Vamos ter uma conversa com o presidente regional para construir a unidade”, afirmou o líder do prefeito na Câmara de Vereadores de Palmas, petista Milton Neris em entrevista ao Conexão Tocantins, nesta sexta-feira, 12.

Os outros vereadores da legenda, Ivory de Lira e Bismarque do Movimento, bem como outros parlamentares da base do prefeito também participarão das discussões para consenso em torno de um nome. “Queremos que o PT junto com partidos da base possa construir um nome”, salientou.

Em recente entrevista ao Conexão Tocantins o presidente Donizeti Nogueira afirmou que está aberto para dialogar e discutir sobre o pleito do próximo ano.

Cogitados

Neris disse que seu nome está à disposição do partido bem como o dos demais vereadores da sigla na capital. Outro nome que ele citou como um dos cogitados é o do ex-deputado Darci Coelho que não tem cargo político no momento.

“Nós vamos caminhar todo mundo junto. O que tinha de divergência já acabou”, frisou o líder.

Nomes do grupo

Do grupo de partidos atualmente na oposição ao governo do Estado apenas o PT ainda não oficializou nomes para possíveis candidaturas. O PDT tem a vice-prefeita Edna Agnolin, o PSB os nomes do deputado Wanderlei Andrade e Alan Barbiero e o PMDB lançou o deputado Eli Borges.

Outros partidos menores como o PTN também colocaram nomes à disposição. O grupo tem se reunido com a intenção de discutir o nome com melhores condições de construir a candidatura com apoio político e popular.