Esporte

Foto: Divulgação

Porto Nacional, 60 km de Palmas, ficou mais movimentada ao receber neste sábado, dia 13, a quarta etapa do Rally Internacional dos Sertões, a segunda maior prova “off road” do mundo. Em sua 19º edição, a prova possui uma trajetória total de 4.041 quilômetros, com 10 dias de duração, passando por 5 estados brasileiros, Goiás, Tocantins, Maranhão, Piauí e Ceará.

Pela primeira vez em Porto Nacional, a competição traz benefícios para a cidade que além de admirar as máquinas possantes que fazem o espetáculo do Rally, ainda recebe a ação social solidária desenvolvida em parceria com o Instituto Brasil Solidário, IBS, através da doação de computadores, bibliotecas com cerca de 1.200 livros e revistas, entrega de kits escolares, além de atividades durante todo o dia na Escola Félix Camoa.

De acordo com o coordenador geral de ação solidária do Rally dos Sertões, Luís Salvatore, a competição trouxe para Porto Nacional um projeto educacional com palestras, capacitações para atender a comunidade. “O município está sendo beneficiado com atendimento médico, orientação para trabalhos de saúde na escola, educação ambiental com horta, viveiro, arborização, conceitos de reciclagem, oficinas de teatro, leitura, enfim um grande projeto que tem mudado a realidade de muitas escolas em âmbito nacional e que acontece em Porto Nacional”, frisou.

A secretária Municipal de Educação, Joana Neres considera importante a ação solidária do Rally por complementar a parte pedagógica que a escola necessita. Ela diz que “a educação é o resultado da integração de vários segmentos como ação social, saúde, lazer e isso é muito bom para Porto Nacional que só tem a ganhar com ações como esta” ressaltou.

Durante a tarde de sábado, os pilotos do Rally dos Sertões desfilaram pela praça cultural na estrutura montada para recepcionar os competidores que afirmaram estar encantados com a beleza da paisagem da cidade. O piloto Reinaldo Varella que está na marca de 300 rallys, afirma ser gratificante estar fazendo o que mais gosta há tantos anos e “se deparar com a vista maravilhosa, esse refresco do lago de Porto Nacional” que ele considera “um presente”. Para o piloto, “o rally começa mesmo a partir de amanhã, a caminho do Jalapão”, explica.

O Presidente do Sindicato Rural de Porto Nacional, Sergio Giatti afirma que “é uma grande satisfação poder colaborar com uma competição importante como o Rally dos Sertões que só soma para o município de Porto Nacional, uma mega estrutura, a gente não tinha dimensão do tamanho desse evento”, salienta.

Já o piloto Paulo Nobre, de São Paulo, conhecido como Palmeirinha, diz que “para os próximos dias pretende manter a concentração, torcer para o físico aguentar e acelerar para conseguir diminuir a diferença do líder e tentar vencer pela primeira vez”, comenta.

O piloto Klever Kolberg, de Porto Alegre- RS, afirma ser muito bonita a vista em Porto Nacional e revela o desejo de mergulhar no lago. (Ascom Prefeitura de Porto Nacional)