Polí­tica

Foto: Divulgação

As articulações políticas para o pleito de 2012 começam a se intensificar e na capital e muitas definições acontecem nos bastidores. O prefeito Raul Filho (PT) se movimenta para coordenar as pré-candidaturas de seu grupo e cada pré-candidato já lançado oficialmente busca respaldo para ser o candidato do grupo.

Além de Edna Agnolin (PDT), Alan Barbiero (PSB), Wanderlei Barbosa (PSB) e Eli Borges (PMDB) já lançados pelos partidos da base do prefeito o vereador José Hermes Damaso (PDT) também pretende entrar na disputa pelo Paço. O dpeutado federal Angelo Agnolin é atualmente o presidente regional do PDT.

Damaso informou ao Conexão Tocantins que está analisando o convite de outros partidos para tentar lançar pré-candidatura. “Todas as candidaturas são pessoas que tem preparo mas estou em busca de conseguir espaço para tentar uma pré-candidatura”, frisou.

O parlamentar, atualmente afastado da vaga pois ocupa secretaria na atual gestão municipal, disse que já recebeu convite do PMDB, PTN, PTC, PSB e PR.

Segundo o vereador ainda não há articulações políticas em torno de seu nome mas sim um apelo popular. “Eu já tenho trabalhado isso na comunidade e várias lideranças estão insistindo para que eu coloque meu nome”, disse.

Desabafo

Além da falta de espaço no partido para lançar seu nome como pré-candidato o vereador apontou outro motivo para sua saída da legenda. “Eu acho que na verdade sinto que nunca fui valorizado o suficiente no PDT.Fui jogado para segundo plano”, salientou.

Damaso não participou do evento realizado mês passado com presença do ministro Carlos Lupi onde a vice-prefeita Edna Agnolin foi lançada como candidata do partido.