Campo

Foto: Divulgação

A comunidade quilombola Lagoa da Pedra, no município de Arraias, verá sua cultura ser reconhecida e valorizada na presença de autoridades e estudiosos neste sábado (17). Será o lançamento do livro “Cultura Quilombola na Lagoa da Pedra – Tocantins”, do jornalista e teólogo Wolfgang Teske, que fez questão de retornar sua produção à comunidade após vivência para a pesquisa que resultou na publicação. Os estudos foram realizados durante o mestrado em Ciências do Ambiente na Universidade Federal do Tocantins (UFT) e trazem uma análise profunda dos rituais, símbolos e rede de significados das manifestações culturais da comunidade.

Essa é a primeira obra de um autor do Tocantins publicada pela editora do Senado Federal. O lançamento vai ocorrer durante Feira da Agricultura Familiar e contará com a presença de representantes da editora do Senado Federal, de órgãos estaduais e autoridades municipais. Na ocasião, também serão entregues à comunidade alguns dos quadros que integraram a exposição Roda de São Gonçalo e a Lagoa da Pedra, outro projeto do autor que resultou em publicação. Com apoio da UFT, o projeto circulou os sete campi da Universidade e outros municípios do Tocantins durante 2010.

Segundo Wokfgang Teske, o livro “Cultura Quilombola na Lagoa da Pedra – Tocantins” dá visibilidade e resgata a riqueza e a preservação das características da comunidade, mesmo diante de situações de preconceito. “Esperamos que a obra reforce o respeito e traga políticas públicas para assegurar a cidadania da comunidade”, complementa.

Para a pró-reitora de Extensão e Cultura e Assuntos Comunitários, Marluce Zacariotti, o papel de extensão da Universidade e a obra do jornalista estão na mesma direção. “Uma das propostas da extensão é ter o olhar sobre o outro, procurando destacar a cultura de cada um dentro de sua especificidade. A obra do professor Teske discute a cultura quilombola e o resguardo do conhecimento dessa cultura. È importante mostrar a diversidade de culturas para que a sociedade possa valorizar e respeitar. O lançamento desse livro só tem a acrescentar no papel da universidade de formadora de cidadãos”, explica.

A obra “Cultura Quilombola na Lagoa da Pedra – Tocantins” já foi exposta na Feira literária Internacional do Tocantins, em Palmas e na Bienal do Rio de Janeiro no início do mês setembro. O livro também será apresentado na Feira do Livro de Belém (PA), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA) e nos estados de Alagoas e Acre. Até o final de 2011, a publicação será lançada no Senado Federal. (Ascom/UFT)