Polí­tica

Foto: Divulgação

Comentando ao Conexão Tocantins na tarde desta sexta-feira, 16, sobre a participação do Democratas no governo estadual o secretário de Planejamento e Modernização da Gestão pública, Eduardo Siqueira Campos frisou que não tratamento diferente para o partido com relação ao PSD.

O secretário geral da legenda, Fernando Rezende salientou hoje que o partido ainda não foi chamado para conversar sobre composição de governo, apenas a senadora Kátia Abreu que coordena as articulações do PSD.

“A formação do governo se deu antes da dissolução que houve entre DEM e surgimento do PSD. Obviamente como eram forças conjuntas de fato alguns nomes foram aproveitados.Todo mundo sabe que a formação não se deu por indicações partidárias”, pontuou.

Eduardo frisou porém que a senadora Kátia Abreu assim como o senador João Ribeiro não fixeram indicações. “O governo fez a escolha dentro dos partidos”, disse.

Na conversa o secretário elogiou os nomes do DEM e disse que o assunto sobre a participação no governo merece atenção. “O DEM tem valores que podem merecer contribuir com a governabilidade, teremos um momento para sentar num processo natural”, disse.

Base diversa

Comentando as relações políticas com o PSD e DEM, Eduardo admitiu que a base atual de partidos é diversa mas segundo ele a convivência é pacífica. “Temos um relacionamento excelente, o DEM tem a professora Dorinha que é um dos grandes nomes da Educação, o deputado Damaso é um dos grandes interlocutores na Assembleia e muito sincero e o vereador Fernando Rezende sempre nos relacionamos bem”, relatou.

Já sobre o PSD, Eduardo disse que vive o melhor momento politicamente com a senadora Kátia Abreu.