Estado

Foto: Divulgação Declaração de Antônio Félix foi dada em palestra proferida a estudantes do curso de Direito Declaração de Antônio Félix foi dada em palestra proferida a estudantes do curso de Direito

O desembargador do Tribunal de Justiça do Tocantins, o Antônio Félix, disse desacreditar na Justiça brasileira. A declaração foi dada em palestra proferida a estudantes do curso de Direito na noite desta quinta-feira, 15, no Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA). “Eu não acredito na Justiça. Alguém aqui acredita?”, disse aos acadêmicos.

Após questionar a efetividade da justiça, o desembargador ainda atacou os Juizados Especiais, também conhecidos como Juizados de Pequenas Causas. De acordo com Antônio Félix, os “Juizados Especiais não funcionam coisa nenhuma”.

Apesar de questionar o Poder Judiciário, o Antônio Félix afirmou que esta realidade está mudando. Segundo ele, a atuação de novos operadores do Direito será fundamental para isto. O desembargador acredita que os próprios acadêmicos é que serão responsáveis pela transformação do Poder Judiciário.

Como solução para a situação o desembargador apontou a conciliação como o caminho mais adequado a ser seguido. “A função da conciliação é a paz social”, afirmou. Para Antônio Félix, a união entre jovens juristas e conciliação pode transformar a Justiça do Brasil e aumentar a credibilidade do Judiciário no país.

O evento

As declarações do Desembargador Antônio Félix foram dadas durante o ciclo de palestras em comemoração aos 10 anos do curso de Direito do CEULP/ULBRA, em Palmas. O evento começou na última segunda-feira, 12, e vai até esta sexta-feira, 16. Na abertura do evento, nesta quinta-feira, se apresentou o Coral do Tribunal de Contas do Tocantins.

Durante a noite de ontem ainda aconteceram outras duas palestras. O comandante da Academia de Polícia Militar Tiradentes, o Tenente Coronel Marcelo Soares Falcão, falou sobre Direitos Humanos e a atuação da polícia. Também palestrou o Bacharel em Direito Marcelo Felix, que é filho do desembargador Antônio Félix. Ele falou sobre suas experiência profissionais e acadêmicas na Universidade de Wuhan, na China, onde cursa Mestrado em Arbitragem Internacional.

*Wilson Paulo de Paula Batista é Jornalista, formado pelo Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA) e acadêmico do 8º período do curso de Direito pela mesma universidade.