Polí­cia

Foto: Divulgação João Fonseca Coelho (3º D/E) realizou visita a todos os institutos que compõem a Polícia Técnica Científica João Fonseca Coelho (3º D/E) realizou visita a todos os institutos que compõem a Polícia Técnica Científica

O secretário estadual de Segurança Pública do Tocantins João Fonseca Coelho realizou na tarde da última sexta-feira, 7 uma visita a todos os institutos que compõem a Polícia Técnica Científica do Estado. A visita teve como finalidade conhecer melhor a estrutura e os serviços prestados por esses órgãos.

Na ocasião o secretário, que se fez acompanhar pelo delegado chefe da Polícia Civil, Reginaldo de Menezes Brito, pelo secretário executivo, Fernando Ubaldo Monteiro, superintendente da Polícia Civil, Nelson Tavares e o superintendente geral da Polícia Técnica e Científica, José Marcelino Viana, teve a oportunidade de verificar as condições atuais de trabalho dos institutos, bem como sua estrutura e funcionamento na prestação de serviços à comunidade.

O primeiro local a ser visitado foi o Instituto de Identificação. O superintendente geral José Marcelino mostrou ao secretário todas as dependências , bem como, apresentou os servidores que ali trabalham, explicando detalhadamente, também o funcionamento de cada um dos setores que compõem o referido instituto.

Para a diretora geral do Instituto de Identificação, Sandra de Souza Soares, a visita do secretário foi muito produtiva, pois ele pode constatar as reais condições de trabalho bem como os serviços prestados pelo órgão. “O secretário se mostrou muito interessado nas atividades que aqui realizamos e saiu muito satisfeito e propenso a ajudar com os recursos que serão colocados dentro do orçamento 2012”, disse.

Logo em seguida o secretário visitou o IML - Instituto Médico Legal de Palmas, onde pode conhecer um pouco mais da realidade dos trabalhos que ali são desenvolvidos pela equipe de servidores daquele instituto. Para o chefe de núcleo do IML, Giuliano Brito Cunha, a visita do secretário foi muito importante para o fortalecimento do órgão, já que João Coelho se mostrou muito interessado no funcionamento do instituto e disposto a ajudar no tocante a melhoria da qualidade dos serviços ali prestados.

Ainda no IML, o secretário João Fonseca Coelho conheceu o laboratório de análises químicas onde são realizados inúmeros procedimentos dentre eles, à análise de substâncias tóxicas como Crack e Cocaína.

O secretário também visitou o Instituto de Criminalística, onde foi recebido pela diretora Deusamar Soares de Souza, que apresentou todos os setores do órgão ao secretário especificando também o funcionamento e serviços que são desenvolvidos naquele local.

Na última etapa da visita o secretário esteve no Instituto de Genética Forense, sendo recebido por sua diretora Patrícia Bonilha que fez a explicação dos procedimentos desenvolvidos pelo órgão enfatizando a importância desse instituto para a Polícia Técnico Científica na resolução dos mais diferentes tipos de casos.

Para o superintendente geral da Polícia Técnica e Científica do Tocantins, José Marcelino Viana a visita do secretário aos institutos foi muito proveitosa para que ele possa se inteirar da realidade e conhecer melhor os importantes trabalhos que são desenvolvidos nesses órgãos.

“A visita a todos os institutos foi fundamental junto aos diretores e servidores dos respectivos órgãos onde a cúpula da Secretaria da Segurança pode verificar em loco as instalações e a forma como a Polícia Técnica e Cientifica trabalha no Estado. Estamos cientes de que após oito anos sem investimentos a SPTC - Superintendência de Polícia Técnica e Cientifica, obedecendo a orientação do governador Siqueira Campos vai procurar fazer os investimentos necessários para que tenhamos uma Polícia Judiciária que a população precisa ter, concluiu José Marcelino.

Com relação ao recém-criado IGF - Instituto de Genética Forense, o superintendente da Polícia Técnica também demonstrou muita satisfação pois segundo ele trata-se de uma ferramenta muito importante para a sociedade. “A criação do IGF, por ordem do governador Siqueira Campos, vem suprir uma lacuna que o Estado devia a sociedade tocantinense e acreditamos que os investimentos que serão alocados no PPA- Plano Pluri Anual e orçamento 2012 suprirão as necessidades do instituto de Genética Forense, bem como os demais institutos, finalizou.

O delegado Chefe da Polícia Civil também destacou a importância da Policia Técnica e Cientifica. Para ele a instituição é de suma importância, para o bom andamento dos trabalhos desenvolvidos pela Polícia Civil “A Polícia Técnica e Cientifica é muito importante no fortalecimento da investigação para que o inquérito policial seja concluído e forme a base para que o Ministério Público possa ter elementos suficientes para realizar um trabalho satisfatório, finalizou o delegado Reginaldo de Menezes.

O secretário de Segurança analisou a visita como sendo muito positiva e de grande valia para conhecer não só os trabalhos realizados pelos institutos, mas também as necessidades que os mesmos possuem. “A visita foi altamente positiva já que verificamos de perto as reais necessidades dos institutos. Essa verificação vai nos municiar para a elaboração do PPA 2012, que servirá para atender as demandas hora detectadas”, disse.

A Polícia Técnica e Científica, segundo Fonseca Coelho, é, através dos laudos específicos, o instrumento para a autoridade policial exercer suas atribuições de polícia judiciária, “com a certeza de que não estará cometendo injustiças, pois a polícia científica fornece embasamento tanto para o Ministério Público quanto ao Poder Judiciário na persecução criminal com a finalidade de se fazer justiça entre o fato criminoso e o meliante”, concluiu o secretário. (Ascom SSP)