Campo

Os agricultores familiares da cadeia produtiva do biodiesel têm possibilidade de transformar a sua propriedade rural com o programa Selo Combustível Social. No projeto do Ministério do Desenvolvimento Agrário, as empresas que produzem biodiesel devem comprar a matéria prima de agricultores familiares, gerando renda e combatendo a pobreza nos assentamentos. O assunto será debatido no I Seminário de Energias Limpas, que ocorrerá no dia 19 de outubro, dentro do Amazontech, no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, em Palmas.

Segundo o supervisor de Fomento Agrícola da Biotins, empresa tocantinense que tem o Selo Combustível Social, Willian Assunção, o projeto combate à pobreza, assegurando aos agricultores assistência técnica, financiamento do custeio e ainda bônus para a venda de R$ 1 a mais por cada saca vendida. “Trabalhamos em assentamentos que eram latifúndios e foram degradados. Com os agricultores familiares, as terras se tornam produtivas de novo”, explica o supervisor, acrescentando que a empresa que participa do projeto pode fazer parte da cota de 80% da demanda de compra da Petrobrás, sem o selo faz parte da cota de 20%. “Isso é tudo para nós”, pontuou o supervisor.

O palestrante que irá falar sobre o Selo Combustível Social no Seminário, Luiz Humberto da Silva, é secretário da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário. Os participantes poderão entender um pouco mais sobre o Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel; Ações do MDA e também sobre o Selo Combustível Social. Além disso, Luiz Humberto adianta que o MDA vem trabalhando na ampliação dos pólos de produção de biodiesel, com base na área de atuação das empresas.

I Seminário de Energias Limpas

O I Seminário de Energias Limpas é um evento promovido pela Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, no dia 19 de outubro, dentro da programação do Amazontech 2011. A estrutura está sendo montada no Espaço Cultural, em Palmas, e deverá receber representantes de vários estados e também de outros países. (Ascom Seagro)