Estado

Foto: Divulgação

A exemplo dos demais estados brasileiros, o Tocantins deverá implantar, até o final do ano, o Fórum de Combate à Corrupção (Focco), canal que reúne diversos órgãos públicos que desempenham atividades ligadas ao repasse, controle e fiscalização dos recursos públicos.

A primeira discussão para criação do Focco aconteceu nesta segunda-feira, 17, durante encontro realizado no Ministério Público Estadual (MPE) com representantes do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Controladoria Geral do Estado, Delegacia da Receita Federal, Controladoria Geral da União, Ministério Público do Trabalho, Tribunal de Contas da União e Ministério Público Federal.

A iniciativa de implantação partiu do MPE e vem sendo conduzida pelo Procurador de Justiça e Coordenador dos Centros de Apoio Operacional (Caops) Criminal e do Patrimônio Público, Marco Antônio Bezerra. De acordo com o Procurador, o objetivo principal do Fórum é a promoção de um canal permanente de aproximação e auxílio mútuo entre as Instituições, já que atualmente, salvo algumas experiências, as instituições têm funcionado de forma isolada, sem qualquer articulação.

Nas reuniões, realizadas a cada bimestre, as instituições irão buscar soluções para problemas previamente identificados. No próximo encontro, marcado para o dia 17 de novembro, será discutida a votação do regimento interno, a realização de curso de capacitação envolvendo todas as instituições e definição da programação para o Dia Nacional de Combate à Corrupção, celebrado em 09 de dezembro. (Ascom MPE)