Polí­tica

O presidente municipal do PTN e vereador da capital, José do Lago Folha confirmou ao Conexão Tocantins que o partido deixou o grupo suprapartidário que é encabeçado pelo empresário e pré-candidato a prefeitura de Palmas, Carlos Amastha (PP).Folha já tinha adiantado que os interesses estavam individualizados no grupo embora Amastha tenha garantido em entrevista que a coordenação do grupo seria alternada por representantes de partidos.

“O PTN está fora da discussão. Vamos sentar com os partidos da base do prefeito Raul Filho que tenham interesse em disputar contra o candidato do Palácio Araguaia”, salientou o vereador.

Segundo argumentou líderes do partido, não ficou claro se o grupo é oposição ou não ao governo do Estado. “Não ficou claro se o grupo não tem simpatia por candidatura do Palácio Araguaia”, cobrou o vereador. De fato Amastha tem também ligações com representantes do grupo governista e inclusive já afirmou que tem simpatia pela pré-candidatura do deputado federal Eduardo Gomes (PSDB).

Relação com Amastha

Os interesses do grupo estão centralizados em torno de Amastha, segundo o vereador Folha. O PTN porém pretende manter diálogo com o empresário caso ele deixe claro que está junto com o grupo do prefeito Raul Filho. “Não temos rejeição ao Amastha desde que ele esteja no nosso grupo”, ponderou.

Permanecem no grupo o PDT, PT, PCdoB, PSB e outras legendas. O grupo foi montado sob o argumento de discutir projetos e propostas para a capital nsse processo pré-eleitoral na capital. O grupo porém ainda não começou a atuar dentro das diretrizes que estabeleceu o que envolve discussões com a sociedade civil e diversos setores.

Interno

Vale frisar porém que a nível estadual o PTN é da base de sustentação do governo estadual. O presidente estadual Júnior Luiz é do grupo de apoio ao governo mas na capital Folha está à frente da legenda e defende veemente uma candidatura contra a que for lançada pelo Palácio Araguaia.