Saúde

Foto: Divulgação

OLaboratório Central de Saúde Pública (LACEN-TO) comunicou nesta quinta-feira, 3, a identificação do vírus tipo 4 (DENV 4) a partir de 12 amostras de sangue coletadas no início de outubro de 2011 pela Vigilância Epidemiológica de Palmas/TO. Destas amostras, uma foi positiva para o sorotipo DENV 4 e todas as outras resultaram negativas.

O paciente é do sexo masculino, 37 anos, morador da quadra 403 Sul em Palmas/TO. Foi diagnosticado com suspeita de dengue, tratado pela equipe de saúde, notificado e está curado. O caso está sob investigação pela Coordenação de Dengue e Febre Amarela do Tocantins quanto ao local provável de infecção, em razão de relato de deslocamento para outro Estado com circulação comprovada do sorotipo DENV 4.

No Brasil foi identificado o sorotipo DENV 4 em 14 Unidades Federadas, na Região Norte, e, até o momento, havia confirmação nos Estados do Amazonas, Roraima e Pará.

Este ano, entre janeiro e outubro, foram notificados 19.124 casos suspeitos de dengue no Tocantins. Destes, 66 casos foram confirmados como graves e 4 evoluíram para óbito. A capital, Palmas, no mesmo período, notificou quase a metade dos casos do Estado, confirmando 27 casos graves, 2 óbitos e 1 sob investigação.

Cada imóvel do Tocantins recebeu este ano, em média, mais de 6 visitas dos Agentes de Controle de Endemias (ACE) com informações e orientações, inspecionando o imóvel junto ao morador. Como resultado deste trabalho, os ACE´s identificaram mais de 23 mil imóveis com criadouros do Aedes aegypti e destruíram mais de 46 mil focos do mosquito.

Diante da situação, alertamos a todos os municípios que toda a população está suscetível ao vírus tipo 4, com possibilidade de ocorrência de epidemia, e por isso devemos intensificar as ações de controle do vetor, eliminando criadouros, mantendo locais de armazenamento de água protegidos (caixas d’água, poços, etc), não jogar lixo em terrenos baldios, limpar lajes, calhas das casas e piscinas, evitando a proliferação do mosquito Aedes aegypti.

Todas as pessoas que apresentarem febre de até sete dias, seguida dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dor no fundo dos olhos, nas juntas, fraqueza, manchas vermelhas na pele, náuseas e vômitos devem procuram imediatamente a unidade de saúde mais próxima a sua casa. (Secom)