Cursos & Concursos

Foto: Priscila Cavalcante / Ascom Senai

Cerca de 20 alunos dos cursos profissionalizantes de pedreiro e carpinteiro de formas para concreto participaram da solenidade de conclusão das atividades na noite desta quinta-feira, 10, em Porto Nacional. Os cursos foram demandados ao Serviço Nacional de Aprendizagem Nacional – Senai pela UTC Engenharia. A empresa é responsável pela construção, montagem e operação da base de distribuição de combustíveis da Petrobrás Distribuidora, denominada BAPON - Base de Porto Nacional. Cerca de quarenta profissionais foram capacitados nos cursos.

O empreendimento, que ocupa 120 mil metros quadrados, é a maior obra da Petrobrás Distribuidora no país. Exige investimentos de R$ 200 milhões de reais, com previsão de gerar 600 empregos diretos. A obra está em andamento no pátio intermodal ferroviário de Palmas/Porto Nacional, área do distrito de Luzimangues, a 25 quilômetros da Capital.

A gerente da Unidade Senai - Palmas/Porto Nacional, Leidivan Dias, agradeceu e destacou na solenidade de encerramento o sucesso da parceria com a UTC e Prefeitura Municipal. A ausência de grande parte dos 40 concluintes na solenidade também foi lembrada e comemorada por Leidivan já que foi motivada pelo fato de muitos já estarem empregados e em atividade.

Há três anos no município de Porto Nacional, o Posto Avançado do Senai atua na capacitação de mão de obra para atendimento às demandas específicas da região, como no caso da distribuidora. A Prefeitura Municipal de Porto Nacional é parceira do Senai nas atividades do Posto na cidade. A prefeita do município, Tereza Martins participou da solenidade de encerramento e reforçou a necessidade desta mão de obra qualificada para o município em virtude da “grande quantidade de obras em andamento”.

Responsabilidade Social

A Paróquia dos Santos Reis, no setor Vila Nova, foi o local escolhido para a solenidade que contou com homenagens e agradecimentos em meio a uma missa de ação de graças. A escolha do local, pouco convencional para este tipo de evento, foi feita devido a Paróquia ter sido a primeira “cliente” dos então aprendizes de pedreiros e carpinteiros. Os alunos realizaram as aulas práticas do curso, com supervisão do instrutor, construindo gratuitamente o alicerce de uma capela próxima ao local.

Leidivan acrescenta que esta é uma prática sustentável do Senai. “Ao invés de construirmos e derrubarmos paredes, o Senai opta por ensinar seus alunos da construção civil por meio de práticas sustentáveis e socialmente responsáveis. Ao contribuirmos para o início de uma construção real, somos socialmente responsáveis com a comunidade que nos recebeu e não desperdiçarmos material. Os alunos devolveram o investimento que foi feito neles aplicando os seus conhecimentos nesta obra para a comunidade”, explica.

A representante da UTC Engenharia, Eliane Lichtenberg, também participou da solenidade e destacou que apesar de não haver uma demanda, neste primeiro momento, que absorva na totalidade a mão de obra qualificada pelo SENAI, a empresa investiu na capacitação por ter em suas diretrizes o foco na qualificação profissional e ainda como uma ação de responsabilidade social com o objetivo de “deixar um legado positivo para a população dos municípios na qual atua”.

A satisfação da comunidade com o curso é resumida pelo depoimento de Demilto Francisco Fernandes, ex-funcionário público e agora pedreiro formado pelo Senai Tocantins. Em fase de aposentadoria, Fernandes resolveu fazer o curso do Senai como uma nova experiência e aprovou a qualidade das aulas e do instrutor. “Estou construindo minha casa e não tenho medo de fazer a casa de qualquer outra pessoa. Foi muito bom, os professores tem paciência,isso tudo me deu muita capacidade. Eu creio que na nossa turma não saiu ninguém que não tenha condições de construir uma casa”, avaliou. (Ascom Senai)