Polí­tica

Em entrevista ao Conexão Tocantins, nesta quarta-feira, 16, o deputado Eli Borges (PMDB) confirmou que irá protocolar, em conjunto com um grande grupo de pessoas, a Ação Popular contra o aumento da tarifa de energia elétrica proposto pelo governo do Estado no princípio do semestre.

De acordo com o deputado, a ação já possui mais de 17 mil assinaturas colhidas em todo o Estado. “Será uma ação simples, porém grandiosa. É uma ação popular com fundamentação ordinária”, ressaltou. A intenção, de acordo com Borges, é chamar para o debate, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). “É ela quem regulamenta todas essas questões”, explicou.

A meta, é que a Ação Popular seja protocolada já por volta das 8h da manhã da próxima quinta-feira.

Vale ressaltar que uma ação parecida, movida pelo deputado Marcelo Lelis (PV), conseguiu barrar o aumento da tarifa de transporte coletivo em Palmas. A meta da prefeitura, em conjunto com a empresa Expresso Miracema, era aumentar a tarifa dos atuais R$ 2,20, para R$ 2,50.

Entenda

Uma das propostas de campanha do então candidato ao governo, Siqueira Campos (PSDB), no ano passado, era a redução das taxas de energia elétrica do Tocantins, uma das mais altas do Brasil. No entanto, logo no princípio de seu novo mandato, o governador tomou ação oposta ao que havia prometido e propôs um aumento de cerca de 7% nas tarifas de eletricidade.

A ação gerou reação imediata na bancada de oposição que vem sistematicamente criticando a ação do governador e lembrando a todo o momento de seu compromisso firmado durante a campanha do ano passado. Contudo, mesmo sob os protestos da oposição, o governo conseguiu reajustar a tarifa de energia elétrica no segundo semestre de 2011. A ação popular movida na justiça federal poderá ser uma espécie de última cartada para que o governo retroceda e cancele o aumento da energia.