Estado

Foto: Divulgação

Com o objetivo de complementar o ciclo iniciado com as adequações dos frigoríficos às normas estaduais em prol da carne de qualidade e segurança alimentar, a coordenadoria de Inspeção Animal da Adapec – Agência de Defesa Agropecuária acompanha a fiscalização do Ministério Público Estadual e Vigilância Sanitária aos açougues da Capital. As equipes devem percorrer 138 estabelecimentos, entre os dias 28 e 03 de dezembro.

Durante a operação estão sendo observados os alvarás sanitários, a segurança da procedência do produto, as mínimas condições higiênico-sanitárias, o resfriamento correto das carnes e seus derivados e instalações adequadas. “Esta ação pretende coibir a comercialização de carne clandestina”, destacou o gerente da Vigilância Sanitária de Palmas, Glauco Armudi.

Segundo o coordenador do Caop do consumidor e Procurador de Justiça, José Omar de Almeida Júnior, esta ação faz parte da força tarefa pró-consumidor, que é realizada em todo o Estado. “Não adianta os frigoríficos estarem adequados, se o açougue não estiver preparado para receber o produto”, ressaltou se referindo ao TAC – Termo de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com frigoríficos para as adequações necessárias, que expira no dia 31 de dezembro.

A Adapec participa da fiscalização para colaborar com identificação da procedência da carne quanto à origem e o seu registro no Serviço de inspeção Estadual ou Federal. “Estamos numa luta árdua para conseguirmos resguardar a qualidade da carne desde a base nos frigoríficos até o consumidor final”, disse a coordenadora de Inspeção Animal da Adapec, Joseanne Cademartori Lins, que acredita que a população é o grande fiscal.

Os estabelecimentos que apresentarem irregularidades serão autuados e estão sujeitos a interdição. Os produtos sem procedências e sem a devida conservação serão apreendidos e destruídos. (Ascom Adapec)