Campo

Foto: Divulgação

O Tocantins, já conhecido nacionalmente pela produção de grãos e criação de gado, também vem crescendo no setor de agroenergia brasileiro. Em 2011, foi inaugurada a primeira usina para produção de açúcar e bioenergia do Estado, a Bunge, em Pedro Afonso. A empresa, que tem capacidade de moagem de 2,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, abriu as portas do Tocantins para o setor. Agora, especialistas projetam novos investimentos para 2012.

Segundo o subsecretário de Energias Limpas da Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, Ailton Parente Araújo, o Tocantins tem capacidade para implantar 24 usinas de etanol e a expectativa é que outras empresas nacionais e multinacionais reconheçam essa grande possibilidade de investimento no Estado. Para os próximos anos, a projeção é que seja cultivado 1,2 milhão de hectares com a cana-de-açúcar.

Para atrair os investidores, Ailton Araújo garante que a grande quantidade de terra livre e a alta produtividade no sistema de irrigação devem garantir isso. “No Tocantins, com a irrigação de salvamento, utilizada somente nos períodos de seca, a produtividade chega a 90 toneladas por hectare. Em São Paulo, a média da produtividade é de 78 toneladas por hectare”, comentou o subsecretário de Energias Limpas.

Trabalho

Com a instalação de novas usinas no Tocantins, os empregos estão garantidos. A expectativa é que mais de 90 mil pessoas sejam incluídas no mercado de trabalho pelo setor de cana-de-açúcar. Em média, são empregadas diretamente três mil pessoas por usina de médio porte.

Exemplo de Produção

Outro ponto positivo para a produção de cana-de-açúcar no Tocantins, é que tudo que já é produzido na região respeita os preceitos ambientais e trabalhistas. “A Bunge não queima a palhada da cana, não degradando o meio ambiente. Além disso, todo o corte da planta é mecanizado, não tendo nenhuma associação com trabalho análogo à escravidão. Usinas novas facilitam esse investimento inicial”, explicou Araújo.

Simpósio

Para estimular novos investimentos, a Seagro realizará entre os dias 08 e 09 de dezembro, o I Simpósio Tocantinense sobre a Cultura da Cana-de-Açúcar, na sede da Coapa – Cooperativa Agroindustrial do Tocantins, em Pedro Afonso. Cento e oitenta pessoas já se inscreveram para o evento, inclusive de outros estados. O objetivo é dar suporte, por meio de diversas palestras, aos pequenos, médios e grandes produtores interessados em produzir cana-de-açúcar. (Ascom Seagro)