Saúde

Foto: Aldemar Ribeiro Vice-governador recupera-se de uma dengue Vice-governador recupera-se de uma dengue

Uma das características mais marcantes do princípio do ano no Tocantins são as constantes chuvas que assolam o Estado. Com o aumento no volume de água caindo do céu, sobem também os casos de uma velha conhecida dos brasileiros, a Dengue.

No Tocantins, a doença fez sua primeira vítima ilustre em 2012. O vice-governador João Oliveira (PSD) está desde a virada do ano de repouso, em sua casa, se recuperando da doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti. Mas Oliveira é apenas um entre os cerca de 144 casos de Dengue registrados no Tocantins entre os últimos dias de 2011 e os primeiros deste ano.

O Tocantins, aliás, mesmo estando fora da última lista do Ministério da Saúde de possíveis estados com risco de epidemia da doença, ainda apresentou uma crescente de infectados entre os anos de 2010 e 2011. De acordo com dados da Diretoria de Doenças Vetoriais e Zoonoses da Secretaria Estadual da Saúde (Sesau), no ano passado foram registrados 21.912 casos de dengue, ao passo que em 2010, o número havia sido de 17.197 pessoas. Ao todo, o Tocantins registrou um aumento de 27% de casos de Dengue de todos os tipos, entre 2010 e 2011.

Para este ano, o Ministério da Saúde já aprovou cerca de 40 projetos de combate a Dengue no Estado, viabilizando um novo montante orçamentário para que sejam efetivadas ações de controle e combate ao Aedes Aegypti. Com a aprovação desses projetos pelo MS, o Tocantins poderá ter um adendo de cerca de R$ 1 milhão para a erradicação da Dengue.