Estado

Foto: Divulgação

A obra da residência oficial do Governo do Tocantins está em fase de acabamentos, segundo o governo. A casa, de quatro mil m², foi concebida originalmente como residência típica para abrigar um chefe de estado, mas o seu destino será definido, segundo o secretário de Estado da Infra-estrutura, Alexandre Ubaldo, pelo próprio governador Siqueira Campos. A construção conta com espaços destinados a biblioteca, cinema, gabinete do Governador, recepção social, suítes para convidados e familiares, elevadores e outras dependências necessárias ao convívio social. Tudo isso com investimentos de, aproximadamente, R$ 10 milhões.

Pelo contrato, a construção, iniciada em 1998, deveria ser concluída no mês de março, mas Alexandre Ubaldo não descarta a possibilidade de um aditamento de prazo no contrato. “Isso porque o Governo tem outras prioridades nas áreas de saúde e educação, por exemplo”, justifica ele, lembrando que a obra da residência oficial foi retomada para evitar mais prejuízos aos cofres públicos, pois uma construção inacabada tem desgastes naturais.

A construção da residência oficial, na área conhecida com Palacinho (primeira sede do Governo do Tocantins e primeira residência oficial do Governador do Estado) teve início ainda em 1998. De lá para cá foi paralisada por motivos diversos. Sua conclusão permitirá que o espaço seja aproveitado de forma adequada, sendo inclusive um belo cartão postal de Palmas. (Com informações da Seinfra)