Meio Ambiente

Foto: Antônio Gonçalves

A Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos apresentou nesta quarta-feira, 25, o resultado dos exames realizados nas águas do Reservatório da UHE Luiz Eduardo Magalhães (Lajeado) após o acidente que ocasionou o derramamento de biodiesel no lago. Foram coletadas, no último dia 20, amostras da água nas Praias da Graciosa e na Praia das Arnos. Os exames foram realizados pelo laboratório da Companhia de Saneamento do Tocantins (Saneatins), especializado nesta área.

Segundo a biomédica sanitarista da Diretoria de Meio Ambiente, Fernanda Fernandes, os resultados das análises obtidas (002/2012, 003/2012 e 004/2012), no que se refere aos padrões de balneabilidade, previstos pela resolução nº 274/2000 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), constatou-se que todos os valores analisados estão dentro dos padrões preconizados. “As praias se encontram próprias para a recreação e uso dos banhistas. O resultado foi claro e de fácil obtenção, uma vez que realizamos o monitoramento das águas das praias de Palmas de forma contínua”, explicou.

Fernanda Fernandes ainda explica que a balneabilidade é a medida das condições sanitárias das águas destinadas à recreação de contato primário. As águas do Reservatório da UHE de Luiz Eduardo Magalhães não apresentam padrões de qualidade para o consumo humano e seus padrões de potabilidade não atendem às normas exigidas na portaria vigente do Ministério da Saúde, podendo causar vários tipos de doenças. “Alertamos e recomendamos que as águas do Reservatório da UHE Luiz Eduardo Magalhães sejam de uso exclusivo para recreação e não para ser ingerida”, concluiu. (Ascop)

Por: Redação

Tags: Conama, Praia da Graciosa, Saneatins, UHE Lajeado