Economia

Foto: Divulgação

O superintendente do Sebrae - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Paulo Massuia, apresentou na manhã desta quinta-feira, 26, ao secretário estadual do Trabalho e da Assistência Social, Agimiro Costa, o Programa Nacional “Sebrae nos Territórios da Cidadania”. A intenção da reunião, segundo Massuia, é estabelecer um acordo de cooperação técnica e financeira para a execução das ações do Programa e também unir forças na execução dos projetos já desenvolvidos pelas duas instituições dentro dos Territórios. “Nosso objetivo é ser o braço operacional, já que temos a mesma intenção deste Governo, que é de cuidar dos cidadãos. Vamos trabalhar juntos, pois o Sebrae oferece equipe técnica e o Governo dispõe de recursos para a execução de ações em vários setores, que muitas vezes são semelhantes às do Sebrae, como é o caso dos projetos de inclusão produtiva”, disse Massuia.

O secretário Agimiro Costa colocou a equipe técnica da Setas à disposição para estruturar essa parceria junto ao Sebrae, que pretende atender 54 municípios dentro dos três Territórios da Cidadania no Tocantins: Bico do Papagaio, Jalapão e Sudeste, com cursos, palestras, oficinas, seminários, feiras locais, missões regionais e nacionais, dentre outras ações com o intuito de fortalecer e orientar as Micro e Pequenas Empresas e os Empreendedores Individuais, principalmente a respeito de Compras Governamentais estabelecida na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.

Agimiro Costa falou que há interesse dessa parceria, já que a Setas desenvolve projetos em muitos municípios dentro do Território da Cidadania, principalmente nos que possuem baixo Índice de Desenvolvimento Humano. “Nossa missão é atender a todos e essa parceria com o Sebrae é fundamental. Ações na área de inclusão produtiva são prioridade para o governador Siqueira Campos e a nossa intenção é que nessa parceria a gente possa atender principalmente os empreendedores sociais e os nossos beneficiários de programas sociais, já que a missão da Setas é oferecer meios para que as famílias atendidas consigam ter o seu próprio sustento. Vamos trabalhar com os MPE’s e também estimular a economia solidária, incentivando principalmente a sua formalidade”, pontuou Agimiro.

A intenção, segundo a equipe técnica do Sebrae, é que as ações do Programa Sebrae nos Territórios da Cidadania já tenham início no começo do mês de fevereiro deste ano. (Assessoria de Imprensa Setas)