Educação

Foto: Divulgação

O Tocantins iniciou uma nova fase de incentivo à educação rural. Na tarde desta quarta-feira, 25, o secretário da Seagro – Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, Jaime Café, o secretário da Educação, Danilo de Melo, representantes de entidades rurais e educacionais se reuniram para definir ações para a implantação do projeto de Educação Integral Rural. Na reunião, que aconteceu no prédio da Seduc, foram levantadas as propostas e estratégias para desenvolver o projeto no Estado, promovendo o conhecimento escolar voltado para a agricultura nas comunidades rurais do Estado.

Na ocasião ficaram definidas algumas ações para a implantação do projeto como: formas de contratação de monitores técnicos para ministrar as aulas e os projetos agrícolas; números de vagas e horas aulas; processo seletivo; inscrições, entre outras coisas.

Também ficaram acertadas as responsabilidades de cada entidade parceira, como Seduc, Unitins e Seagro. De acordo com o secretário Café, a Seagro ficou responsável, entre outras atribuições, pela formação continuada específica dos técnicos em Ciências Agrárias, que atuarão junto às comunidades rurais. Além disso, a Secretaria deve acompanhar e orientar o desenvolvimento dos projetos e atividades desenvolvidos pelos monitores.

Café informou ainda que o projeto irá impulsionar a agropecuária nas comunidade rurais, além de proporcionar educação de qualidade para os alunos no campo. “Os agricultores terão acesso a conhecimento específico em diversos segmentos do setor agropecuário como: fruticultura, silvicultura, piscicultura, grãos e projetos agrícolas, visando a melhoria da qualidade de vida nas comunidades rurais”, citou.

Para o secretário de Educação, Danilo de Melo, o projeto de Educação Integral Rural é uma iniciativa que pretende levar as boas práticas agrícolas para o campo, aliada à educação multidisciplinar na zona rural. “A intenção é oferecer uma educação diversificada para atender os anseios dos alunos no campo. Para isso, estamos planejando as ações que possam preparar estas comunidades para o futuro, aliando as aulas práticas com as teóricas”, enfatizou.

Reunião

No último dia 12, as entidades parceiras no projeto se reuniram pela primeira vez para tratar do projeto de ensino integral no campo, promovendo o conhecimento escolar para o desenvolvimento da produção agropecuária nas comunidades rurais.(Ascom Seagro)