Polí­cia

Foto: Divulgação

No último sábado, 28, por volta das 10 horas da noite, uma fuga em massa da Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional, a 60 km de Palmas, foi evitada pela Polícia Civil e Polícia Militar, que impediram que cerca de 20 presos fugissem de uma das celas da cadeia por um túnel.

Após uma denúncia anônima do plano dos reeducandos das selas nº 4 e 6, a equipe de plantão ficou atenta ao fato. O policial militar sentinela da hora escutou barulho de escavação de um túnel embaixo da caixa de gordura, distante já da sela aproximadamente 5 (cinco) metros passando já da parede de proteção das selas, chegando na área dos detentos do regime semi-aberto e acesso ao alojamento dos PMs e salas da administração da casa.

Em seguida o diretor da CPP foi comunicado do ocorrido com reforço de policiais militares e agentes carcereiros, retiraram os detentos da sela 4 e constataram o túnel com iluminação interna.

Com uma segueta os presos serraram a grade debaixo da sela e realizaram a perfuração do túnel. O plano da fuga seria no final de semana aproveitando o momento da visita dos familiares.

Após a entrada dos policiais, pelo menos seis detentos saíram de dentro do túnel, que já estava quase do lado de fora da cela. Uma vistoria minuciosa e contagem dos presos foram feitas em todas as celas. Os detentos que tentaram fugir foram transferidos para outro local da unidade.

A pericia técnica foi acionada, no local os peritos periciaram o túnel e encontraram vários fios para iluminar o trabalho noturno. A operação foi finalizada com revista aos detentos.

De acordo com os servidores da Casa de Prisão Provisória de Porto Nacional uma vistoria foi feita na última sexta-feira, 27. Tudo indica que os detentos começaram a cavar o túnel ainda na madrugada de sexta-feira para o sábado.