Polí­tica

Foto: Divulgação

Já no apagar das luzes da primeira sessão do ano de 2012, a oposição ainda guardou mais um tiro contra o governador Siqueira Campos (PSDB). Em um breve pronunciamento, o deputado Sargento Aragão (PPS) voltou a acusar o governo de desobediência pública por não cumprir o determinado pelo Supremo Tribunal Federal que, em 2010 deu um prazo de um ano para a realização de concurso público para preencher as vagas do Quadro Geral.

De acordo com o deputado, o vencimento do prazo está para completar um ano e o governo ainda não deu uma previsão para a realização do certame para milhares de vagas no Estado. “Já vamos completar um ano que o governo deliberadamente desobedece a determinação do STF e não realiza o concurso”, disse.

O deputado, assim como no ano passado, ainda frisou que pretende entrar com pedido de intervenção federal no governo do Tocantins na tentativa de solucionar o problema. “Eu sei que a questão é complicada e ainda precisa de aprovação do congresso. Mas a situação não pode continuar como está”, completou.

Enquanto a situação do concurso não se define, a bancada de oposição promete manter a pressão em cima do governo para que Siqueira realize as provas.