Saúde

Foto: Luzinete Martins

Com a proposta de apresentarem o projeto de Implantação de um Hospital Universitário em Palmas, o secretário de Estado da Saúde Raimundo Nonato Pires Santos (Raimundo Boi), juntamente com o secretário Executivo da Saúde, José Gastão Almada Neder e a superintendente geral, Micheline Pimentel Cavalcante, receberam na manhã desta quinta-feira, 02, o reitor da UFT – Universidade Federal do Tocantins, Alan Barbiero, o coordenador do curso de medicina da UFT, Itágores Hoffmam, e os enfermeiros Allison Barros e Maria Romana Friedlander.

Segundo Itágores Hoffmam, além de discutir algumas demandas e particularidades necessárias à construção de uma obra como essa, relacionada ao setor saúde, o encontro visou, sobretudo, buscar a parceria e o apoio do Governo do Estado no sentido acelerar a liberação das verbas destinadas à construção do Hospital e, com isso, “conseguirmos iniciá-lo ainda no primeiro semestre de 2012”, afirma.

O reitor da UFT, Barbiero, destaca que será mais uma “soma esforços”, entre universidade e Governo, a fim de levar à população mais serviços do setor saúde.

Ainda de acordo com o coordenador do curso de medicina, a princípio, será construído um hospital que funcione durante o dia, oportunizando aos cidadãos um ambulatório de especialidades para o atendimento de consultas e a realização de pequenas cirurgias e procedimentos que possibilitem ao paciente o retorno para casa ainda no mesmo dia. Ao final do projeto, o hospital deve disponibilizar 480 leitos, sendo que deste total 60 serão de UTIs – Unidades de Tratamento Intensivo.

O secretário de Estado da Saúde, Raimundo Pires, acredita que o projeto de construção de um hospital universitário vem acrescentar não só na qualificação dos futuros profissionais de saúde, como também viabilizará, aos cidadãos, mais uma forma de acesso aos serviços. “Será uma via de mão dupla entre comunidade e universidade”, ressalta.

Pires ainda acrescenta que o encontro de hoje foi apenas uma preliminar do que será discutido na reunião de amanhã com o governador Siqueira Campos. (Ascom Sesau)