Meio Ambiente

Foto: Divulgação Serra das Caldas, em Paranã, uma das áreas indicadas em estudo do Governo do Estado como prioritária para criação de unidade de conservação Serra das Caldas, em Paranã, uma das áreas indicadas em estudo do Governo do Estado como prioritária para criação de unidade de conservação

Nesta quarta-feira, 21, o ICMBio - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade apresenta as áreas propostas para criação de unidades de conservação no Tocantins. A apresentação é feita na sede da Semades – Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, para técnicos do Governo do Estado, a partir das 8h, e para membros do Coema - Conselho Estadual do Meio Ambiente, a partir das 14h.

Atualmente o Tocantins possui 20 unidades de conservação, sendo 13 de âmbito estadual e sete de âmbito federal. O Governo do Estado, com apoio do Banco Mundial por meio do projeto GEF Cerrado Sustentável, pretende ampliar as áreas protegidas no Tocantins, seguindo a indicação de áreas prioritárias para criação de unidades de conservação, apontadas na última revisão do Zoneamento Ecológico Econômico, realizado em 2008.

Participam da reunião com o ICMBio técnicos da Semades, do Naturatins – Instituto Natureza do Tocantins e da Seplan – Secretaria estadual do Planejamento e Modernização da Administração Pública.