Polí­tica

Foto: Manoel Lima

Com o objetivo de expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos técnicos e profissionalizantes de nível médio e cursos de formação inicial e continuada para trabalhadores rurais do Estado, foi lançado na tarde desta quinta-feira, 22, no Auditório do Senar Tocantins o Pronatec - Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego. O secretário da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, Jaime Café representou o governador Siqueira Campos no evento.

De acordo com a senadora e presidente da CNA – Confederação Nacional da Agricultura e da FAET – Federação da Agricultura do Estado do Tocantins, Kátia Abreu, o programa é um conjunto de ações que visam ampliar a oferta de vagas na educação profissional, melhorando as condições de inserção do trabalhador rural no mercado de trabalho. “Serão disponibilizadas em 2012, 50 mil vagas para todo País e cinco mil para o Tocantins, distribuídas em 54 turmas com 15 alunos. Serão atendidas 184 escolas, sendo 14 indígenas”, explica.

Segundo a senadora, a princípio serão disponibilizados cursos de bovinocultura de leite e corte, apicultura, piscicultura, cultivo de plantas industriais, horticultor e operação de sistemas de irrigação. “Estou entusiasmada de ver pela primeira vez a educação do campo sendo pensada e executada no Brasil. A educação pode contribuir no desenvolvimento econômico, gerando riquezas e conhecimento, qualificando mão-de-obra. Enfim, com esperança que a ascensão de classes também chegue ao campo”, pontuou.

O secretário Café destacou o trabalho desenvolvido em parceria com a Faet e CNA, presididos pela senadora Kátia Abreu, que tem levado melhores condições de vida aos produtores e desenvolvimento para o agronegócio tocantinense. “O agronegócio é o setor que mais cresce no País, mas ainda é visto com preconceito e nada melhor para combater e mudar esse pensamento do que ações na educação, na formação profissional do homem do campo”, disse.

Café lembrou ainda que o Tocantins tem apresentado números cada vez mais relevantes, batendo recordes, se destacando no cenário nacional, chamando assim atenção de investidores de vários países, que têm demonstrado interesse em investir e desenvolver atividades no Estado. O secretário adiantou ainda a liberação de mais de 600 milhões em projetos estruturantes como o Prodoeste, que pretende implantar através de parceria público-privada, um grande sistema de plantio irrigado em cerca de 300 mil hectares na região Sudoeste, que deverá ser assinado em breve pelo governador Siqueira Campos.

Pronatec

Criado no dia 26 de outubro de 2011, com a sanção da Lei nº 12.513/2011 pela presidenta Dilma Rousseff, o Pronatec tem como objetivo principal expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de Educação Profissional e Tecnológica (EPT) para a população brasileira. Para tanto, prevê uma série de subprogramas, projetos e ações de assistência técnica e financeira que juntos oferecerão oito milhões de vagas a brasileiros de diferentes perfis nos próximos quatro anos. (Assessoria de Imprensa)