Estado

Foto: Divulgação

O governador Siqueira Campos será representado pelo vice, João Oliveira, no Fórum de Governadores da Amazônia, nesta segunda-feira, 26, em Belém (PA). Por recomendação médica, Siqueira Campos está no hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde será submetido a uma série de exames preventivos, isto porque ao retornar do Uruguai, na segunda-feira, 19, quando participou da Assembleia Anual de Governadores do Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID, foi acometido de uma virose.

“Os exames são preventivos, um check-up. Estou muito bem e, atendendo a recomendações médicas, neste período evitarei os excessos, como os que uma viagem acarreta a uma pessoa que se recupera de uma virose. Sigo os contatos com os Secretários orientando e delegando atividades e ações e, na terça-feira, estarei em Palmas para despachar normalmente”, afirmou o governador.

O Governador reforçou a importância da participação do Tocantins no Fórum de Belém, onde serão discutidas propostas para a Rio + 20 - Conferência das Nações Unidas, programada para junho, no Rio de Janeiro, e reunirá representantes de diversos países. Para ele, a comitiva liderada pelo vice-governador João Oliveira irá cumprir o papel do Estado nas discussões sobre temas relevantes sobre meio ambiente e desenvolvimento sustentável.

Agradecimentos

Siqueira Campos fez questão de agradecer aos médicos que o atenderam neste período, como Antônio de Deus, Emílio Arai, da Arai, Kaminishi & Costa Diagnósticos; Fabrício Furtado, além de toda a equipe liderada pelo cardiologista Roberto Kalil Filho, que assiste o governador em São Paulo. “São profissionais valorosos, maravilhosos e que dispensaram a mim uma atenção enorme. E, como são referências em suas áreas de atuação, devo atender a todas as recomendações que fizeram. Neste período evitarei esforços excessivos, metodizando o trabalho a um ordenamento que trará mais qualidade a gestão pública. Fazer com os meus companheiros o maior e melhor governo do Tocantins e de toda minha vida continua sendo meu maior propósito”, finalizou. (Secom)