Palmas

O prefeito Raul Filho (PT) negou ao Conexão Tocantins através de sua Assessoria de Comunicação nesta quarta-feira, 25, que tenha mudado de posicionamento com relação às discussões do Plano Diretor de Palmas. “Mantenho meu posicionamento contrário à expansão do Plano Diretor”, informou o prefeito.

Raul ponderou no entanto, que respeita o papel da Câmara de Vereadores nessa discussão e principalmente com relação à realização das audiências públicas para discutir os projetos que tratam do assunto. “Respeito a legitimidade da Câmara”, pontuou o gestor.

O empresário, pré-candidato do PP e membro do Comitê contra Expansão Urbana, Carlos Amastha afirmou que o prefeito estaria se comportando de maneira dúbia com relação a essa discussão. “Na imprensa o prefeito fala que é contra e nos bastidores faz tudo para que o projeto seja votado?”, questionou o pepista.

A Associação dos Servidores Públicos de Palmas também divulgou nota onde diz considerar que o prefeito tenha mudado a postura com relação ao tema.

As indagações em torno da postura do prefeito se intensificaram após a saída do secretário de Desenvolvimento urbano, Evercino Moura Júnior e com o impasse vivenciado com os técnicos da pasta. Raul tem dialogado com os vereadores que defendem os projetos mas também recebeu representantes do Comitê contra a Expansão e não descartou a possibilidade de retirar o projeto caso houvesse alguma ilegalidade.

O titular da Seduh, Gumercindo de Paulaafirmou ao Conexão Tocantins que irá na audiência pública de hoje e que aguarda resposta da procuradoria do Município sobre o parecer técnico dos projetos.