Palmas

O vereador de Palmas, Fernando Rezende (DEM), voltou a abordar na sessão desta quarta-feira, 25, sobre a necessidade de se fiscalizar os loteamentos do distrito de Luzimangues, pertencente a Porto Nacional. Lembrou que, na administração do ex-prefeito Paulo Mourão (PT), o empreendedor tinha obrigação apenas de instalar luz, água e asfalto, mas que teria de deixar lotes em garantia para o município. “Não estou entrando no mérito se vai ser Palmas ou Porto”, destacou.

Defendeu a necessidade de uma infraestrutura de qualidade. Colocou o gabinete à disposição, para defender os interesses dos compradores de lotes naquele distrito. Para ele, está clara a omissão dos responsáveis pela fiscalização, já que a infraestrutura é de qualidade duvidável. “Acho que é estupro urbanístico o que estão fazendo do outro lado do rio.”

A vereadora Cirlene Pugliesi (PMDB) culpou a redução do perímetro urbano de Palmas, em 2007, pelo loteamento de Luzimangues, onde as pessoas viram alternativa para a construção de suas casas. Segundo ela, as pessoas não querem morar em apartamentos. (Ascom Câmara)