Polí­tica

Foto: Clayton Cristus

Visando o fomento de ações que visem a saúde do homem, no Tocantins, a deputada estadual, Solange Duailibe, (PT), quer instituir o mês “Agosto Azul”, dedicado ao desenvolvimento de campanhas, programas e atividades que estimulem os homens a procurarem os serviços básicos de saúde. O Projeto de Lei está em tramitação na Assembleia Legislativa.

Segundo a parlamentar, estudos do Ministério da Saúde, (MS), comprovaram que os homens são mais vulneráveis às doenças, sobretudo às enfermidades graves e crônicas, apresentando altas taxas de morbimortalidade.

Agravantes

“Quando os homens chegam a procurar os serviços de saúde, entram pelas portas da média e alta complexidades, ou seja, com quadros clínicos agravados, o que poderia ser evitado se eles utilizassem as unidades de saúde da família, para prevenções e tratamentos iniciais”, argumenta a deputada.

Solange pondera que os estereótipos de gênero, enraizados há séculos em nossa cultura patriarcal, potencializam práticas baseadas em crenças e valores do que é ser masculino e estas práticas prejudicam a saúde do homem.

“A doença é considerada como um sinal de fragilidade em que os homens não reconhecem como inerentes à sua própria condição biológica, contribuindo para que eles cuidem menos de si mesmos e se exponham mais às situações de risco”, explica a petista, acrescentando que, com um mês de intensa campanha e ações em prol da saúde masculina, o interesse seria despertado para que os homens procurassem se cuidar melhor.