Polí­tica

Foto: Koró Rocha

Em mais um dia sem quórum no parlamento, a sessão ordinária da manhã desta quinta-feira, 10, deixou de ser realizada na Assembleia Legislativa do Tocantins. Ainda na tarde de ontem, a sessão foi encerrada precocemente, sem que as matérias da Ordem do Dia fossem votadas, também por falta de deputados no plenário.

Em entrevista ao Conexão Tocantins, a deputada Amália Santana (PT), presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) informou, no entanto, que a constante falta de quórum ainda não prejudica os trabalhos legislativos da Assembleia. Para a deputada, a ausência de parlamentares nesta semana foi pela falta de “assuntos importantes” na pauta de votação. “Na semana que vem, acredito que tenhamos quórum e os trabalhos se normalizem”, completou.

Repeteco

Por ser ano eleitoral, os deputados começam a discutir as movimentações políticas visando as prefeituras da capital e do interior do Tocantins. Com isso, em constantes reuniões com líderes em suas bases, o quórum no plenário acaba prejudicado pela falta de deputados no parlamento. A situação foi semelhante durante a eleição de 2010, quando a Assembleia chegou a paralisar os trabalhos para que os deputados pudessem se dedicar ao processo.

Já neste ano, um exemplo foi o próprio deputado e pré-candidato Marcelo Lelis (PV) que já confirmou que pretende se afastar oficialmente de suas atividades no Legislativo para se dedicar à sua campanha à Prefeitura de Palmas. O deputado, no entanto, já tem sido uma ausência constante nas sessões, desde a semana passada, quando viajou à Minas Gerais para estudar sistemas de convênios municipais de saúde.