Geral

Foto: Linda Cristal

O reitor da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Alan Barbiero, a coordenadora da Universidade da Maturidade (UMA), professora Neila Osório, e o coordenador da UMA, professor Luiz Sinésio Neto, estiveram nesta quinta-feira, 10, em Brasília, reunidos com a secretária Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário Nunes. Na oportunidade, a equipe da UFT/UMA levou para a secretária a proposta de aproveitar a experiência bem sucedida de cinco anos da UMA no Tocantinscomo projeto de política pública educacional e social para idosos. O Primeiro Secretário da Câmara, deputado Eduardo Gomes (PSDB) e o coordenador da Bancada Federal, deputado Laurez Moreira (PSB), também compareceram.

A secretária Maria do Rosário foi bastante receptiva à proposta, ouviu com muita atenção toda a esplanação realizada pela equipe e colocou a secretária Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, Salete Camba, para concluir a reunião e acertar uma forma de incluir a UFT na elaboração que vem sendo feita dentro da Secretaria de uma Política Nacional dos Idosos, com abrangência nas mais diversas áreas de atenção à Terceira Idade. Ficou acertado que a Universidade da Maturidade encaminhará um relatório propondo as inclusões na política do governo federal e será marcada um encontro de trabalho na sede da Secretaria no DF.

A professora Neila Osório e o professor Neto entregaram vários presentes para Maria do Rosário que ficou sensibilizada, em tom de descontração disse que quando Brasília tiver uma Universidade da Maturidade como a do Tocantins, quer que a mãe dela participle. O deputado Eduardo Gomes lembrou a participação efetiva da mãe dele, Dona Gilda Gomes, em todo o processo de criação da UMA, e os esforços junto à Bancada Federal, em 2007 para incluir recursos orçamentários para a efetivação da Universidade da Maturidade do Tocantins.

Conforme os coordenadores, a UMA hoje, está presente em onze cidades, sendo dez polos no Tocantins e um em Campina Grande (PB). No Estado, a UMA está presente nas cidades onde a UFT mantém unidades (Araguaína, Arraias, Gurupi, Miracema, Palmas, Porto Nacional e Tocantinópolis), e ainda em Tocantínia, Brejinho de Nazaré e Miranorte. Atualmente em torno de 1,6 mil alunos da terceira idade participam das diversas atividades acadêmicas e lúdicas propostas pela UMA.

Também estiveram presentes à reunião a coordenadora de pós-graduação professora da UnB Margô Gomes, a assessora da UFT em Brasília, professor Zaíra de Oliveira, e o médico geriatra da Secretaria de Saúde do DF, dr. Mauro Karnikowisk.(Assessoria de Imprensa)