Cultura

Foto: Divulgação

Com o objetivo de dar continuidade ao processo de Tombamento da Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Monte do Carmo, iniciado em fevereiro de 2012 pelo Governo do Estado do Tocantins, através da Secretaria Estadual de Cultura, as técnicas da Superintendência de Patrimônio Material e Imaterial da Secult, a socióloga, Eliane Castro e a arquiteta Lorena Gamboge realizarão no município de 14 a 16 de maio de 2012 pesquisas bibliográficas, cartoriais, história oral, análise arquitetônica da Igreja, além da definição e descrição do perímetro de tombamento e da definição e descrição do perímetro de entorno do bem tombado.

A Igreja de Nossa Senhora do Carmo foi construída em 1801. A mesma conserva características da arquitetura religiosa colonial, que é singular no Estado do Tocantins lembrando em muitos aspectos as igrejas do interior de Minas Gerais.

Segundo a socióloga Eliane Castro, o intuito da pesquisa é de confirmar os valores históricos e simbólicos que tornam a Igreja de Nossa Senhora do Carmo um bem arquitetônico único dentro do município de Monte do Carmo e de riqueza singular para o Estado do Tocantins. (Ascom Secult)