Polí­tica

Foto: Divulgação

Em função da XV edição da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, a vice-prefeita de Palmas, Edna Agnolin, defendeu no Plenário da Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira, 17, a aprovação do Projeto de Lei 2565/11, que trata da redistribuição dos royalties do petróleo para todas as cidades do país. Edna se posiciona a favor da repartição dos recursos como forma de reduzir as dificuldades financeiras enfrentadas pelos municípios. Edna fez uso da tribuna da Casa à convite da liderança do PDT na Câmara dos Deputados.

Em seu pronunciamento, Edna alertou que as prefeituras enfrentam uma grave situação de endividamento. “Os gestores estão passando por situação extremamente angustiante” disse a vice-prefeita. A dívida consolidada do município de Palmas, elencou Edna, soma R$ 62,2 milhões sendoR milhões referentes a dívidas com a previdência. Edna aproveitou para, em nome dos prefeitos, solicitar atenção da presidente Dilma Rousseff para que analise a situação com extrema atenção.

De acordo com a Confederação Nacional do Munícipios, entidade que organiza a Marcha dos Prefeitos, outra reivindicação dos prefeitos, são os chamados "restos a pagar" da União, que somam R$ 24,5 bilhões neste ano. Na prática, esse é o montante que o Governo Federal teria deixado de repassar aos municípios em convênios para obras de desenvolvimento. (Ascom Edna Agnolin)