Campo

Foto: Divulgação

O prazo para os produtores rurais vacinarem seus bovídeos (bovinos e bubalinos), encerra amanhã, quinta-feira, 31. A expectativa da Adapec – Agência de Defesa Agropecuária – é que cerca de oito milhões de animais recebam a imunização. Após a vacinação, o produtor deve comprovar o ato na unidade da Agência, onde sua ficha cadastral é movimentada, munido da nota fiscal da compra da vacina e a carta-aviso. O prazo final para declaração termina no dia 10 de junho.

A Adapec tem o controle de todo o rebanho tocantinense. Portanto, o produtor inadimplente será localizado. “Além de ser multado, expedimos auto de infração e marcamos a data da vacinação assistida, com a presença de um técnico da Agência”, diz o diretor de Defesa, Inspeção e Sanidade Animal da Adapec, João Eduardo Pinto Pires.

Pires disse ainda que a primeira etapa da campanha ocorreu normalmente e que o resultado só será concluído após a apuração de todos os municípios do Estado. “Mas estamos confiantes que ultrapassamos os 90% de cobertura vacinal, preconizado pelo Ministério da Agricultura”, diz.

A multa para o pecuarista que deixar de vacinar é R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada.

Dados

Em 2011, na primeira etapa de vacinação contra febre aftosa, realizada em maio, o índice de cobertura vacinal foi de 99,41%. Neste período, dos 7.905.826 bovídeos existentes, 7.859.398 foram imunizados. Já na segunda etapa da campanha, realizada no mês de novembro, o índice foi 99,43% de animais imunizados. Dos 3.481.490 bovídeos em idade vacinal, 3.461.732 receberam a dose da vacina. Lembrando, que na segunda etapa, só são imunizados os animais com até 24 meses de idade. (Ascom Adapec)