Palmas

Foto: Divulgação

A quantidade de autos de infração registrada no primeiro quadrimestre de 2012 é de 28% menor que a do mesmo período do ano passado. A comparação dos dados foi feita pela Secretaria Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes, usando apenas os cinco principais tipos de infração cometidos pelos condutores palmenses. De 12.173 multas aplicadas em 2011, os números caíram para 8.300, esse ano. A pasta atribui a mudança diretamente à execução de programas da Prefeitura de Palmas para a melhoria do trânsito e também pela mudança de atitude dos condutores.

O percentual apontado no comparativo dos dois períodos fica ainda menor quando a SMSTT individualiza os tipos de infração mais frequentes. Transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%, por exemplo, que é a mais comum, chegou a 8.545 autos no ano passado. Em 2012, a queda foi de 41%, ou seja, 5018 infrações. Em outro comparativo, agora com a infração do tipo transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%, a redução foi ainda interessante. De 1299, os dados foram para 625, um total de 52% a menos.

Na ordem, as principais infrações cometidas em 2011, são: transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%, com 1.299 autos; deixar o condutor de usar o cinto de segurança, 1.084 autos; dirigir veículo utilizando de telefone celular, 1.044 autos e avançar o sinal vermelho do semáforo, 201 autos.

Os tipos de falhas não mudaram muito em 2012, mas a quantidade é perceptível. Veja: transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%, 5018 autos; deixar o condutor de usar o cinto de segurança, 1017 autos; dirigir veículo utilizando de telefone celular, 887 autos; avançar o sinal vermelho do semáforo, 753 autos, e transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 20% até 50%,625 autos.

Ações da SMSTT

A Secretaria Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes argumenta que a redução dos autos de infração por velocidade, dos dois tipos, deve-se à intensificação das Operações de Fiscalização e também ao Programa Reduza a Velocidade e Garanta Vidas, executada em parceria com o Projeto Vida no Trânsito.

“Na maioria das vezes focamos na redução de velocidade, que ocupa espaço muito grande dentro dos fatores de risco do Projeto Vida no Trânsito, em Palmas. Paralelo a isso, ainda temos as campanhas de proatividade e parceria com as escolas, empresas e órgãos públicos e vemos nisso tudo, como resultado dessas realizações, a mudança de atitude dos condutores. Essa é mais uma das conquistas que devemos comemorar”, destacou Magnus Matos, gerente de Observação de Segurança Pública.