Polí­tica

Foto: Divulgação Clique nas imagens para ampliar Clique nas imagens para ampliar
  • Áreas problemáticas na cidade
  • Avaliação da administração do governador Siqueira Campos

Segundo os dados da segunda pesquisa Ibope sobre as eleições deste ano em Palmas, encomendada pelo Partido Progressista, a administração do prefeito Raul Filho (PT), na capital, é avaliada negativamente por 65% dos entrevistados que desaprovam a gestão, enquanto apenas 30% aprovam. 4% não sabem ou não souberam responder sobre a administração petista da capital.

Quando inquiridos a classificar a gestão do prefeito, apenas 2% dos entrevistados classificaram a gestão como ótima, 16% como boa, 24% apontam a gestão como regular. Para 16% a administração é ruim e 31% avaliam como péssima. 1% não opinou. As maiores avaliações da gestão como péssima se deram entre o público masculino (32%) e ainda entre os entrevistados de 50 anos a mais (45%). Dos eleitores com escolaridade até a 4ª série do ensino fundamental, 40% consideraram péssima.

No quesito que considera a classificação dos grupos por renda, 41% do público que ganha mais de 5 salários mínimos avalia a gestão de Raul como péssima e apenas 3% deste público considera a administração ótima. Na primeira entrevista feita pelo Ibope entre 16 e 18 de dezembro de 2011 e publicada em janeiro deste ano, 51% dos eleitores avaliaram a gestão petista como ruim ou péssima e 30% avaliaram como regular. Para apenas 17%, a administração foi considerada ótima ou boa.

Os dados da primeira pesquisa mostraram que cerca de sete em cada dez eleitores desaprovavam o modo como o prefeito vem administrando a cidade e somente 27% dos entrevistados aprovaram a sua administração. Segundo o Ibope, 68% não confiam no prefeito Raul Filho e apenas 25% confiam.

A área que os entrevistados apontaram como sendo o setor onde a população tem enfrentado o maior problema na capital foi a saúde (33%) seguida pelos calçamentos de ruas e avenidas (15%), depois o transporte coletivo (11%). A limpeza pública ficou em quarto lugar nos problemas apontados (6%). Geração de empregos e Impostos e Taxas ficaram, ambos com 4% na quinta colocação. Completam a pesquisa itens como: iluminação pública, segurança pública, habitação, administração pública, atividades esportivas e outras opções de lazer, etc.

Administração estadual

Os eleitores opinaram também sobre a administração do governador Siqueira Campos (PSDB). O governo estadual foi avaliado em 38% como regular, 32% como bom, 12% ruim, 9% péssimo e 7% como ótimo. 2% não souberam ou não responderam. A primeira pesquisa publicada em janeiro deste ano mostrou que o primeiro ano da administração do governador Siqueira Campos foi avaliado como ótimo ou bom por cerca da metade do eleitorado (48%), como regular por 37% e como ruim ou péssimo por apenas 12% dos eleitores de Palmas. Portanto, no quesito ótimo ou bom, a avaliação do governador teve uma queda de 9 pontos percentuais do começo do ano até agora.

Já o governo da petista presidenta Dilma Rousseff foi avaliado pelos palmenses como bom (52%). Para 24% a administração de Dilma é regular, 18% dos eleitores avaliaram como ótima, 3% como ruim, 2% como péssima. 1% não souberam ou não responderam.

A pesquisa

A pesquisa encomendada pelo Partido Progressista e registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins sob protocolo nº TO-0030/2012 foi realizada de 24 a 26 de maio de 2012 com 602 entrevistados. O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima estimada é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.