Polí­tica

Foto: Adilvan Nogueira

Liderando todos os cenários testados pela segunda Pesquisa do Instituto Ibope/Inteligência divulgada com exclusividade pelo Conexão Tocantins, o deputado estadual do PV, Marcelo Lelis, pré-candidato do grupo do governo em Palmas afirmou ao Conexão Tocantins nesta quarta-feira, 6, que recebe com alegria os números das pesquisas. “Eu tenho acompanhado muitas pesquisas, temos feito muitas avaliações, praticamente de 15 em 15 dias. Muitos institutos tem resultados que são parecidos mas não são iguais”, comentou o parlamentar dizendo que continuará fazendo seu trabalho.

Com relação às oscilações nas duas modalidades comparando as duas pesquisas realizadas pelo Instituto, a estimulada e espontânea, o pevista considerou natural. “O importante é que estamos na média entre 40 e 50”, frisou.

Na modalidade espontânea Lelis aparece com 26% enquanto na primeira rodada seu índice foi de 28% mas ainda assim lidera o cenário. Luana Ribeiro teve 4%, Edna Agnolin (PDT) e Eli Borges (PMDB), ambos tiveram 2% cada. Com 1% cada, aparecem Wanderlei Barbosa e Alan Barbiero, pré-candidatos do PSB. Nesta sondagem, 9% dos entrevistados afirmam que votariam em branco ou nulo e mais da metade (52%) não responderam ou não opinaram.

Se na primeira pesquisa Ibope publicada em janeiro deste ano o pevista aparecia com a preferência de 55% dos entrevistados na modalidade estimulada, na atual pesquisa Lelis aparece com 45% das intenções de voto seguido por Luana Ribeiro (PR) com 14%, Eli Borges (PMDB) com 7%, Edna Agnolin (PDT) 6% e Alan Barbiero (PSB) 2% de preferência. Carlos Amastha, Ivory de Lira e Walter Balestra tiveram 1%. Brancos e nulos somaram 9% enquanto 13% não souberam ou não responderam. Wanderlei Barbosa (PSB) não foi listado na estimulada.

Rejeição

O pevista teve crescimento também na rejeição. Na primeira pesquisa Ibope ele tinha 8% e nesta segunda saltou para 13% de rejeição, o mesmo índice inclusive da deputada estadual Luana Ribeiro. Questionado sobre o assunto Lelis afirmou que comemora os dados. “Sou o mais conhecido com uma vantagem grande e o menos rejeitado. Se tenho nível de conhecimento quase que total e a minha rejeição continua sendo a menor é um fato extraordinário”, avaliou.

O governo de Siqueira Campos, que apoiará Lelis no pleito, foi avaliado pela maioria dos entrevistados como regular (38%) sobre este índice o pré-candidato afirmou que não vê que a possibilidade deste dado atrapalhar sua campanha. “O governo mesmo enfrentando as dificuldades que vem enfrentando é um governo que ainda enfrenta a necessidade de colocar as coisas em ordem, ou seja, é um governo que ainda está começando. O governo está muito melhor avaliado do que a prefeitura”, frisou.

Lelis comparou o índice de aprovação do Estado com a prefeitura. “Ficou claro que o governo estadual é importante e o municipal é um apoio que pode não trazer muito efeito dentro dessa avaliação”, salientou Lelis com base nos números de que 65% dos eleitores de Palmas desaprovam a gestão do prefeito Raul Filho.

A pesquisa

A pesquisa encomendada pelo Partido Progressista e registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins sob protocolo nº TO-0030/2012 foi realizada de 24 a 26 de maio de 2012 com 602 entrevistados. O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima estimada é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.