Polí­tica

O deputado Sargento Aragão (PPS) usou a tribuna na sessão desta terça-feira, dia 19, para apresentar um relatório divulgado pelo Ministério Público Federal (MPF), encaminhado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), sobre irregularidades no Hospital Geral de Palmas (HGP). O documento citado pelo parlamentar esclarece questionamentos feitos por ele à Secretaria da Saúde do Estado sobre o funcionamento da unidade hospitalar e observa itens

específicos na área farmacêutica e de vigilância sanitária.

Em seu pronunciamento, Aragão ressaltou que o MPF não acatou à justificativa do Governo na maioria dos itens analisados e pontuou deficiências. Entre elas, segundo o deputado, estão “a falta de documentos de regularização farmacêutica, de assistência técnica e do cumprimento de escalas dos profissionais”.

Também foi mencionado pelo parlamentar que o contrato do governo com a Pró- Saúde já está sendo investigado pela Polícia Federal. “As auditorias vão mostrar a realidade da Saúde no Tocantins. Em breve a população vai saber o que foi feito com o dinheiro público e por que os pacientes do SUS continuam penando nos hospitais”, declarou Aragão. (Dicom AL)