Campo

Foto: Divulgação

Palmas sediará nesta próxima terça-feira dia 26 de junho o seminário “Subsídios para uma Estatística Pesqueira Consolidada no Estado do Tocantins”. O evento vai procurar sensibilizar as instituições que atuam na pesca dentro do estado sobre a importância de manter uma base de dados pesqueiros. Atualmente esse banco não existe.

“Infelizmente, a estatística pesqueira nacional retrocedeu e não responde às demandas de pescadores e empresas do setor”, coloca o pesquisador Adriano Prysthon, da Embrapa Pesca e Aquicultura, instituição que, ao lado da Superintendência da Pesca e Aquicultura do Tocantins e do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), promovem o seminário.

Entre as aplicações possíveis desses dados, de acordo com Prysthon, é saber quanto a atividade pesqueira deixa de produzir no caso de interdição da atividade. Tal fato ocorreu no início de junho no lago do Lajeado que banha a cidade de Palmas, interditado por causa da presença de algas tóxicas.

O evento terá palestras sobre fundamentos para a gestão pesqueira, pesca indígena no Parque Nacional do Araguaia, monitoramento pesqueiro no Pantanal e importância de uma estatística pesqueira consolidada e contínua. Ao fim, serão formados grupos de trabalho e deliberados encaminhamentos voltados às demandas do estado.

“É muito importante a participação de todos que trabalham com pesca no Tocantins e a participação é franca”, convida Prysthon ressaltando que as inscrições serão feitas no local.

O seminário será realizado no auditório do Serviço Nacional de Aprendizado Rural (Senar), quadra 402 Norte, Avenida Teotônio Segurado, Cj. 1 Lotes 1 e 2, terá início às 8h30 e terminará às 17h30.