Polí­tica

Foto: Conexão Tocantins

Normalmente utilizado para iniciar as estratégias de campanha, o mês de julho será também de movimentação interna para a coligação encabeçada pelo empresário Carlos Amastha (PP). Com agenda cheia, os candidatos daquela que pode ser considerada a menor coligação entre as chamadas grandes, em número de partidos (PP, PPS, PCdoB), tem previsão para lançamento do Plano de governo em Agosto e um orçamento de campanha estiado em R$ 5 milhões.

As informações são da assessoria de comunicação da chapa, que informou ainda que já para o mês de julho, será inaugurado o comitê de campanha, e serão realizadas as primeiras reuniões com as equipes. Para a segunda quinzena deste mês, conforme a equipe da coligação, os candidatos Carlos Amastha e Sargento Aragão (PPS) e demais componentes das proporcionais deverão iniciar a chamada campanha “corpo-a-corpo”.

Segundo informado ao Conexão Tocantins, a meta é iniciar as visitas aos veículos de comunicação e representantes de entidades classistas. Ainda na segunda quinzena de julho, os candidatos já iniciarão as conversas com o eleitorado em reuniões e visitas ao comércio e à zona rural de Palmas. Neste momento, contudo, Amastha está nos Estados Unidos gravando programa de TV sobre experiências bem sucedidas da área urbana daquele país.

Norteador maior das diretrizes de campanha, o Plano de Governo da coligação já está sendo elaborado, segundo a equipe, com a participação de representantes da sociedade. A intenção é que o conjunto de metas da chapa de Amastha e Aragão seja conhecido até o final do mês de agosto.

Para tanto, os custos previstos para toda a campanha desta chapa, conforme informado por sua assessoria de comunicação, foi de R$ 5 milhões. Vale ressaltar que a previsão orçamentária de uma campanha é o teto de gastos que uma coligação deverá atingir. Caso necessário, este orçamento poderá ser “encurtado”, conforme o decorrer do processo eleitoral.