Cultura

“A educação motiva a vida”, documentário que narra ações do programa de extensão da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Universidade da Maturidade (UMA), ganhou no domingo (15), o prêmio Chico na categoria Curta-TO (juri popular).

A premiação aconteceu no Teatro de Bolso Memorial Coluna Prestes na FLIT - Feira Literária Internacional do Tocantins.

Produzido pela Super Oito Produções Audiovisuais, o curta-metragem aborda a vivencia de motivação e recuperação da auto estima do idoso realizada na Universidade da Maturidade.

O curta que tem duração de 09:55 min. foi produzido e planejado pelos alunos: Vanessa Trindade, Maria de Jesus Sousa, Patricio Reis, Maria Eugênia Cayres e Isa Fernanda Labredo, todos do Curso de Comunicação Social do CEULP/ULBRA.

"Achei justa a colocação do nosso documentário, porque foi o que trouxe uma proposta mais concreta e também pelo esforço e dedicação da equipe que produziu", declarou o Hely Carvalho Marques, que relata no curta sua rotina e os benefícios que a UMA tem trazido para ele e seus colegas. O vencedor na categoria Curta-TO (júri técnico) foi o documentário Noturno, de Nárryma Máximo.

Os alunos da UMA compareceram em peso para assistir à mostra e torcer pelo documentário, que foi exibido na sexta-feira (13). Segundo uma das organizadoras do festival, a produtora Fernanda Veloso, isso contribuiu para o sucesso do evento porque foi um dos maiores públicos que já receberam para assistir aos filmes. "Ficamos muito contentes em receber um público tão grande e animado", concluiu Fernanda.

Também estiveram presentes no Festival a Drª. Neila Barbosa Osório, coordenadora geral da UMA, e a vice-reitora da UFT, Isabel Auler, além de funcionários e professores da UMA.