Polí­tica

Foto: Arquivo CT

A candidatura de José Santana Neto (PT), da Coligação “Colinas vai continuar crescendo” (PRB, PDT, PT, PTB, PSL, PR, PPS, DEM, PMN, PSB, PSDB), vice Adriano Rabelo (PR), foi deferida pela Justiça Eleitoral. A aprovação da candidatura está no DivulgaCand, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Santana disputa sua reeleição com propostas de continuidade do crescimento socioeconômico de Colinas do Tocantins. Juntamente com o vice, Santana apresenta projetos tendo como pontos principais a saúde, educação, infraestrutura, habitação.

De acordo com Santana, a campanha da sua Coligação será pautada na apresentação dos projetos para a cidade, para o povo colinense, destacando um diálogo aberto com a comunidade.

Entenda

Santana é réu em uma investigação Judicial Eleitoral que apura suspeitas de abuso de poder político no município. O promotor de Justiça, Guilherme Goseling pediu a impugnação da candidatura do prefeito à reeleição baseado na decisão judicial que determinou no dia 21 de maio que Santana repintasse os órgãos públicos do município nas cores estipuladas pela Lei Municipal, verde, amarelo, azul e branco. O prefeito teria pintado os veículos e placas indicativas, do Município nas cores do Partido dos Trabalhadores (vermelho e branco).

O Ministério Público Estadual (MPE), autor da denúncia do suposto abuso do prefeito, à época, afirmou que além de pintar os órgãos públicos, Santana teria distribuído uniformes escolares na cor vermelha para os alunos da rede municipal e para os servidores do município, pintando na mesma cor escolas, o ginásio municipal, o estádio da cidade e os veículos do município. Segundo o MPE os gastos com as pinturas e trocas de uniformes teriam custado cerca de R$ 505 mil.

Perfil do Candidato

José Santana Neto nasceu em Itaberaí (GO), no dia 22 de outubro de 1964. Mudou-se para Colinas, ainda Estado de Goiás, em 1974. Trabalhou como professor na rede estadual em Colinas e também foi marceneiro. É bancário concursado do Banco do Brasil desde 1988.

Santana filiou-se ao Partido dos Trabalhadores em 1986, sendo eleito para vereador em 1992. Candidatou-se ao cargo de prefeito em 1996 e 2000, sendo eleito nas duas vezes. Em 2008, foi candidato novamente a prefeito, vencendo as eleições. Em 1994 e 2002 foi candidato a deputado estadual, sendo eleito em 2002.