Economia

Foto: Divulgação

Nos dias 9 e 10 de agosto, expositores da Feira do Empreendedor e da Fecoarte participaram de duas Rodadas de Negócios - atividades que reúnem compradores e fornecedores de um mesmo setor com o objetivo de fazer negócios e parcerias.

A empresa Bunge, uma das líderes no mercado de alimento no Brasil, promoveu palestra com objetivo orientar potenciais fornecedores sobre os critérios para se tornar um fornecedor da indústria, realizando logo depois a mesa de negociações. Participaram desta primeira Rodada de Negócios 11 empresas tocantinenses, gerando um total de 2,8 milhões de reais em negócios futuros.

Os artesãos da Fecoarte também participaram da Rodada de Negócios, oportunizada pela vinda de dez empresas do Estado de São Paulo, que buscaram inovações nos produtos tocantinenses. Nessa Rodada, os compradores visitaram cada um dos estandes, avaliando as peças e realizando pedidos. Em apenas dois dias foram prospectados 4 milhões de reais em negócios futuros na Fecoarte.

A oportunidade do encontro direto com grandes compradores animou os participantes dos eventos. “A iniciativa da Rodada de Negócios merece aplausos, porque é uma ótima ideia”, comemora Djalma da Rocha, da Casa de Eurípedes, empresa que produz artefatos de decoração em madeira que fechou contrato de venda com a empresa Archiforma, especializada em decoração de interiores. “O negócio superou nossas expectativas, sem contar que entramos em contato com diversas outras representações de todo o Brasil”, finaliza.

A superintendente do Sebrae, Marcia Rodrigues comemora os resultados, complementando que a Feira do Empreendedor e Fecoarte realmente cumpriu com o seu papel de fomentar e gerar negócios. “Nossa economia precisa crescer para gerar emprego e renda para o nosso povo. Nestes seis dias, o Sebrae e o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura proporcionou momentos para a sociedade conhecer novas oportunidades de negócios, buscar conhecimento e fazer negócios”, explica, acrescentando que os expositores ficaram satisfeitos com os resultados colhidos, pois fecharam negócios, ampliaram sua rede de contatos e alcançaram novos mercados para os seus produtos.

A secretária da Cultura e presidente da Fundação Cultural do Tocantins, Kátia Rocha, disse que os objetivos foram alcançados com a realização da Fecoarte. "Os nossos produtores do artesanato tocantinense fizeram bons negócios e toda a sociedade conferiu a qualidade e riqueza da nossa tradição e diversidade cultural", finalizou. (Ascom Sebrae)