Educação

Foto: Walquerlei Ribeiro

Divulgado na última terça-feira, 14, o resultado do Índice Brasileiro da Educação Básica (Ideb) agradou aos gestores do setor no Tocantins. O Estado se destacou na avaliação da Prova Brasil, desenvolvida pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), e ultrapassou as metas aplicadas para o ano de 2011. A capital, Palmas, também superou as expectativas em quase um ponto a meta estabelecida.

Para o Estado, o índice apontado como objetivo era de 4,3 pontos na média geral da prova. O Tocantins, contudo atingiu uma pontuação superior, chegando a 4,9 pontos, segundo dados do Inep, superando a média de 4,5 do ano anterior. O Estado melhor com maior índice de desenvolvimento foi Minas Gerais, que conseguiu 5,9 pontos, seguido por Santa Catarina com 5,8.

O índice para o Tocantins foi superior a todos os demais estados da Região Norte, segundo os dados do Inep. O Estado também superou médias de praticamente todos os estados do Nordeste, igualando nota somente com o Ceará.

Palmas

Já para Palmas, onde um dos pontos fortes da administração do atual prefeito era a educação de base, a média foi ainda maior do que a atingida pelo Estado. Na capital do Tocantins, onde a meta estabelecida dera de 4,9, a nota final da Prova Brasil apontou um índice de 5,7 pontos.

De acordo com o prefeito Raul Filho (PT), as metas atingidas são fruto de um trabalho desenvolvido ao longo dos oito anos de sua gestão, que envolveram a implantação das Escolas de Tempo Integral e a valorização dos profissionais que lidam com a educação de base. “Por esta razão, não poupamos esforços para garantir uma educação de qualidade em nossa Capital, pois ao contrário das  obras que  podem ser recuperáveis ao longo do tempo, um ano perdido na vida educacional de uma criança pode causar perdas irreparáveis", avaliou. 

Interior

Entre as escolas que se destacaram estão unidades estaduais do município de Alvorada, que atingiram o 1º lugar entre as redes estadual e municipal com Ideb 6,0. Em seguida estão as unidades estaduais de Gurupi, com 5,9 e em 3º, empatadas, ficaram as escolas municipais de Luzinópolis e Palmas com 5,8.

 Nas séries finais os destaques ficaram para as redes municipais de Palmas, com Ideb 5,0; e Aliança do Tocantins, com 4,9. As escolas da rede estadual de Alvorada e Cristalândia ficaram na terceira posição com 4,8. 

O superintendente de Informação e Tecnologia da Seduc, Joneidson Marinho Lustosa, enfatiza que dentre os estados que obtiveram os melhores índices do Ideb o Tocantins é o que possui o menor Produto Interno Bruto (PIB). “A tendência é que os baixos indicadores sociais influenciem negativamente nos resultados dessas avaliações. Ainda assim as escolas Tocantinenses superaram todas as metas projetadas. Os primeiros meses da atual gestão foram imprescindíveis para que ultrapassássemos as médias previstas. A implantação do Sistema de Avaliação do Estado (Salto), os Guias de Aprendizagens, o Premio de Valorização da Educação Pública, os investimentos em tecnologias da educação, as formações continuadas disponibilizadas durante as Flits e o empenho dos professores foram preponderantes para o sucesso alcançado pelo Estado”, concluiu. (com informações da Ascom Seduc e Ascop)