Educação

Foto: Vivianni Asevedo Abertura do I Seminário Estadual de EaD Abertura do I Seminário Estadual de EaD

A Unitins – Fundação Universidade do Tocantins prevê a oferta de mais de 1800 novas vagas em cursos na modalidade de ensino a distância pela Universidade Aberta do Brasil (UAB), no Tocantins, em 2013. O anúncio foi feito pelo reitor da universidade, Joaber Macedo, durante a abertura do I Seminário Estadual de Ensino a Distância, hoje pela manhã no auditório da instituição. O evento continua à tarde com apresentação das experiências das instituições de ensino superior federal e estadual com essa modalidade de ensino.

Atualmente, a Unitins possui três polos para ensino a distância por meio da UAB, são eles: Palmas, Araguacema e Cristalândia, que ofertam 300 vagas nos cursos de Letras (Português/Espanhol) e Pedagogia. A previsão da universidade é que em 2013 sejam implantados mais sete polos, além dos três já em operação. Os novos polos serão nas cidades de Ananás, Araguatins, Dianópolis, Mateiros, Nova Olinda, Porto Nacional e Alvorada. Essa ampliação possibilitará a oferta de mais 1845 vagas, distribuídas nos cursos de Administração Pública, Licenciatura em Computação e Licenciatura em Matemática.

Segundo Joaber Macedo, esse crescimento está sendo possível graças a investimentos feito pela Unitins nos últimos 18 meses. Como aquisição e estruturação dos Estúdios da universidade, com compra de câmeras, ilhas de edição todos com tecnologia HD-Digital; aquisição e estruturação do Datacenter, que possibilitou a expansão da capacidade de armazenamento das informações acadêmicas, triplicando a capacidade anterior; aquisição de 120 computadores; estruturação e disponibilização de link de internet, conveniado com a “Rede Nacional de Pesquisa”, do Ministério da Ciência e Tecnologia; e transferência de todos os sistemas de informações que funcionavam em datacenters terceirizados e entidades parceiras para os servidores da Unitins. Além desses investimentos, o reitor destacou a importância da união de diversas instituições para alavancar o ensino no Estado. “Esse é um momento muito importante do ensino a distância no nosso Estado. Há um entrelaçamento de esforços para oferta do ensino a distância para os tocantinenses”, afirmou.

Lançamento

Durante a abertura do evento, o secretário da Ciência e Tecnologia, Borges da Silveira, lançou o programa “Qualificando o Tocantins”, que visa levar capacitação profissional a todos os tocantinenses, por meio de parceria com os municípios. “A partir de setembro já ofertaremos dois cursos em 36 municípios”, adiantou o secretário, acrescentando que a meta é chegar a todos os municípios tocantinenses. Os dois cursos ofertados ainda esse ano serão Rotinas administrativas e Informática básica.

Duas conferências completaram a programação pela manhã. Professor e representante da Rede e-Tec, do Ministério da Educação (MEC) Fernando Amorim falou sobre “Rede e-Tec Brasil – Uma política de inclusão pela Educação Profissional a Distância”. E Manoel Brod, assessor do Capes, abordou “As Políticas Públicas de EaD no âmbito da Capes”. A conferência sobre os “Rumos do EaD no Brasil e no Exterior”, com Frederic Michael Litto, foi adiada para o período da tarde (programação abaixo).

O evento, realizado pela Sect e Secretaria da Educação, com o apoio da Unitins, IFTO e UFT, contou com a presença do vice-governador João Oliveira, dos reitores da UFT, Marcio da Silveira, e do IFTO, Nairton Nascimento, e representantes da educação no Estado. (Ascom Unitins)